Cotidiano

Cotolengo, que atende crianças com paralisia, é furtada e tem prejuízo de R$ 5 mil

O Cotolengo, instituição que atende crianças com paralisia cerebral grave vindas de famílias carentes, foi invadido na madrugada do domingo (30) e suspeitos furtaram aparelhos avaliados em R$ 5 mil. A assessoria de imprensa do Cotolengo informou que foram furtadas duas roçadeiras de fio, à gasolina, da marca Stihl, que valem aproximadamente R$ 2,5 mil […]

Mariane Chianezi Publicado em 02/07/2019, às 18h26 - Atualizado em 03/07/2019, às 08h38

Sede do Cotolengo Sul-Mato-Grossense, em Campo Grande. (Reprodução, Arquivo).
Sede do Cotolengo Sul-Mato-Grossense, em Campo Grande. (Reprodução, Arquivo). - Sede do Cotolengo Sul-Mato-Grossense, em Campo Grande. (Reprodução, Arquivo).

O Cotolengo, instituição que atende crianças com paralisia cerebral grave vindas de famílias carentes, foi invadido na madrugada do domingo (30) e suspeitos furtaram aparelhos avaliados em R$ 5 mil.

A assessoria de imprensa do Cotolengo informou que foram furtadas duas roçadeiras de fio, à gasolina, da marca Stihl, que valem aproximadamente R$ 2,5 mil cada uma, adquiridas através de projetos e convênios. Quem furtou, arrombou o quarto de ferramentas e saiu pelos fundos.

“Infelizmente, mesmo diante dos nossos esforços para manter a entidade, seja por zelo à obra, ou com os cuidados com nossas crianças, existem pessoas que, sem consciência, tiram dos que precisam para benefício próprio. Mas Deus e São Luis Orione sabem de tudo, rezemos por estas pessoas”, disse instituição através de nota.

Por fim, o Cotolengo pede para que quem tiver maiores informações, comunique a polícia ou a instituição. O telefone é (67) 3358-4848. A sede fica localizada na Rua Jamil Basmage, 996, bairro Mata do Jacinto

Jornal Midiamax