Cotidiano

Hospital Universitário realiza 13º Seminário de Promoção à Vida e Prevenção ao Suicídio

UFMS Nesta segunda-feira, dia 9, foi realizada a 13ª edição do Seminário de Promoção à Vida e Prevenção ao Suicídio. O evento é uma iniciativa do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (Humap), em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e a Assembleia Legislativa. “Contamos com a participação de aproximadamente 300 pessoas […]

Diego Alves Publicado em 10/12/2019, às 22h36

Assessoria
Assessoria - Assessoria

UFMS

Nesta segunda-feira, dia 9, foi realizada a 13ª edição do Seminário de Promoção à Vida e Prevenção ao Suicídio. O evento é uma iniciativa do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (Humap), em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e a Assembleia Legislativa. “Contamos com a participação de aproximadamente 300 pessoas de todo o Estado e de outras cidades brasileiras”, comentou o capelão e coordenador do curso de prevenção ao suicídio do Humap Edilson Reis.

“Sempre realizamos esse evento no mês de setembro, mas decidimos adiar para dezembro, por entender que é uma época complicada para quem passa por dores, sofrimentos e solidão. Não esperávamos um público tão grande. Convidamos o professor Antonio Maspoli, da Universidade Presbiteriana Mackenzie, que possui mais de 30 livros publicados, além de dezena de artigos em saúde mental. A repercussão foi extremamente positiva, muitas pessoas de outras cidades vieram participar. Foi muito bom”, explica. O professor Maspoli ministrou conferência no período da manhã. Durante a tarde, o capelão Reis e o psiquiatra Marcos Estevão abordaram a ideação e o comportamento suicida.

De acordo com Reis, o objetivo do Seminário foi conscientizar a sociedade que esse período de festas representa alegria, mas também dor, sofrimento e culpa para um determinado grupo de pessoas. “As pessoas precisam buscar ajuda, já que uma dor compartilhada dói mais. É preciso buscar ajuda e aderir ao tratamento indicado pelos profissionais. Paralelamente, também precisamos saber melhor como acolher e ouvir os outros sem julgar, principalmente, no ambiente familiar, que é o ambiente propício para essa reflexão”, acrescenta o capelão.

Segundo ele, no início do próximo ano, deve ser realizada a primeira edição do Seminário sobre Feminicídio. “Em breve divulgaremos mais detalhes sobre o evento”, diz. O Seminário de Promoção à Vida e Prevenção ao Suicídio aconteceu no auditório do Complexo Multiuso, na Cidade Universitária.

Jornal Midiamax