Cotidiano

Correnteza dificulta 5º dia de buscas por homem que desapareceu no rio Paraguai

O Corpo de Bombeiros Militar de Corumbá continua as buscas por Gilberto de Góes, 58 anos, que desapareceu no rio Paraguai após sair da região de Porto Esperança para comprar combustível. O homem foi visto pela última vez no final da tarde de quarta-feira (4) e a família encontrou o barco com o motor ligado […]

Ana Paula Chuva Publicado em 09/12/2019, às 13h49 - Atualizado às 14h16

(Divgulgação | Corpo de Bombeiros)
(Divgulgação | Corpo de Bombeiros) - (Divgulgação | Corpo de Bombeiros)

O Corpo de Bombeiros Militar de Corumbá continua as buscas por Gilberto de Góes, 58 anos, que desapareceu no rio Paraguai após sair da região de Porto Esperança para comprar combustível. O homem foi visto pela última vez no final da tarde de quarta-feira (4) e a família encontrou o barco com o motor ligado rodando no leito do rio.

Esse é o quinto dia de buscas pelo homem, e segundo os militares, a profundidade e a correnteza forte no leito do rio dificultam o trabalho da equipe de salvamento. Além da grande quantidade de de peixes da espécie piranha no local.

De acordo com o site Diário Corumbaense, o local onde Gilberto desapareceu fica a 70 quilômetros da área urbana da cidade de Corumbá, a suspeita é que Gilberto tenha caído no rio antes de chegar a Porto Morrinho, onde compraria combustível.

A equipe está trabalhando em uma extensão de aproximadamente 3 quilômetros do rio Paraguai, entre Porto Esperança e Porto Morrinho.

Jornal Midiamax