Cotidiano

Aposentados dão nomes de árvores em Dourados

Além de contribuir para a recomposição da floresta nativa, um projeto de plantio de árvores pretende eternizar a trajetória dos empregados que passaram pela Embrapa Agropecuária Oeste de Dourados. Trata-se do Espaço Vida, onde cada espécie leva o nome de um empregado que se aposenta. Mais do que um exemplo de sustentabilidade, a iniciativa tem […]

Marcos Morandi Publicado em 30/12/2019, às 10h34

As árvores plantadas ajudam na formação de um bosque,. (Foto: Sílvia Zoche )
As árvores plantadas ajudam na formação de um bosque,. (Foto: Sílvia Zoche ) - As árvores plantadas ajudam na formação de um bosque,. (Foto: Sílvia Zoche )

Além de contribuir para a recomposição da floresta nativa, um projeto de plantio de árvores pretende eternizar a trajetória dos empregados que passaram pela Embrapa Agropecuária Oeste de Dourados. Trata-se do Espaço Vida, onde cada espécie leva o nome de um empregado que se aposenta.

Mais do que um exemplo de sustentabilidade, a iniciativa tem como objetivo estabelecer um vínculo definitivo entre os colaboradores e o meio ambiente. “Eles atravessaram todo esse período, contribuindo igualmente em todas as gestões, sempre com dedicação ao que faziam em suas áreas”, explica o chefe-geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Guilherme Lafourcade Asmus.

Segundo a Embrapa, somente no segundo semestre deste ano, 16 colaboradores deixaram a empresa. A partir de agora, cada um deles será lembrado por meio de um jacarandá-mimoso, do pau-brasil, do  ipê-roxo, ipê-branco, ipê-amarelo, magnólia, jatobá, pata-de-vaca e ingá.

“As espécies nativas atraem diferentes pássaros, melhora o ambiente como um todo. Sem contar que é uma bela homenagem”,  Ieda Teixeira Severo, educadora ambiental do IMAM (Instituto do Meio Ambiente de Dourados), que apoia a iniciativa.

Jornal Midiamax