Cotidiano

Rua no Monte Alegre vira lixão e moradores dizem que não tem nem como passar no local

Moradores do Jardim Monte Alegre, em Campo Grande, reclamam da quantidade de lixo acumulada nas imediações do Cemitério Monte das Oliveiras. De acordo com uma leitora do Jornal Midiamax, que está construindo uma casa no bairro, há ruas em que fica praticamente impossível de se passar. Pelas imagens registradas, é possível ver que a rua, […]

Wendy Tonhati Publicado em 19/07/2018, às 12h29

None

Moradores do Jardim Monte Alegre, em Campo Grande, reclamam da quantidade de lixo acumulada nas imediações do Cemitério Monte das Oliveiras. De acordo com uma leitora do Jornal Midiamax, que está construindo uma casa no bairro, há ruas em que fica praticamente impossível de se passar.

Pelas imagens registradas, é possível ver que a rua, sem asfalto, foi tomada por lixo de construção além de restos de podas de árvores. Na manhã desta quinta-feira (19), foi flagrada até fumaça de queimada, possivelmente, provocada com o intuito de “limpeza” do terreno.

De acordo com a Prefeitura de Campo Grande, o cidadão que for flagrado realizando o descarte irregular de resíduos pela Polícia ou pela Guarda Civil Municipal responderá por crime ambiental e caso flagrado por um agente fiscal de meio ambiente da Semadur (Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Gestão Urbana) será autuado por meio de processo administrativo por poluição ambiental. De acordo com o Código de Polícia Administrativa, Lei 2909/92, do município de Campo Grande. As multas podem variar entre R$ 2.243,00 e R$ 8.972,00.

O Município explicou ainda que tem atuado no sentido de coibir tais práticas realizando diariamente fiscalizações em todas as regiões urbanas, mas também precisa do auxílio da população para identificar os infratores. A identificação poderá ser através de fotos do veículo, placa, nome da empresa ou qualquer outro detalhe que identifique a origem do resíduo.

“Destacamos que nos casos onde o cidadão presenciar ou notar o descarte irregular de resíduos em terrenos baldios as denúncias devem ser direcionadas à Patrulha Ambiental da Guarda Civil Municipal pelo telefone 153 e nos casos em que configurar a má conservação dos terrenos baldios as denúncias devem ser direcionadas à Semadur pelo telefone do Disque Denúncia 156”.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

A leitora enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax