Postos da Petrobrás podem voltar a ter combustível nesta tarde; Entenda

Uma liminar foi concedida pela 1ª Vara Cível determinando a desobstrução da rua que dá acesso à central de distribuição da Raízen Combustíveis da Petrobras, em Campo Grande. O cumprimento da liminar pode voltar a reabastecer as bombas nos postos de combustíveis da Petrobrás na Capital. O juiz Juliano Rodrigues Valentim, determinou em caráter de […]
| 26/05/2018
- 18:59
Postos da Petrobrás podem voltar a ter combustível nesta tarde; Entenda

Uma liminar foi concedida pela 1ª Vara Cível determinando a desobstrução da rua que dá acesso à central de distribuição da Raízen Combustíveis da Petrobras, em Campo Grande. O cumprimento da liminar pode voltar a reabastecer as bombas nos postos de combustíveis da Petrobrás na Capital.

O juiz Juliano Rodrigues Valentim, determinou em caráter de urgência “a imediata desobstrução das vias de acesso, ruas e imediações dos estabelecimentos da Raízen”, localizada na Rua Alan Boa Ventura, 250, em Campo Grande.

Ainda segundo a decisão concedida para a distribuidora contra a Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros), se a rua não for desobstruída, permitindo a passagem dos caminhões da empresa, a associação será multada em R$ 100 mil diariamente.

Força policial pode ser usada a qualquer momento contra os grevistas para que carretas-tanque da distribuidora possa seguir aos postos da Capital.

Atendimento nos postos de combustíveis

Conforme o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato Grosso do Sul) informou que pela manhã, sete postos de combustíveis ainda estavam atendendo, clique aqui para conferir, no entanto, os combustíveis nesses estabelecimentos poderiam acabar a qualquer momento.

Na tarde deste sábado (26), foi informado que, com a liminar, os postos com bandeira Shell e da Petrobrás poderiam voltar a receber combustível e atender os clientes.

No entanto, ainda não há confirmado a quantidade de postos que poderiam ser abastecidos.

Veja também

150 mil crianças e adolescentes entre 0 e 14 anos estão aptas a se vacinar

Últimas notícias