Cotidiano

Paradas há quatro anos, obras do Parque Ayrton Senna serão retomadas em novembro

A Prefeitura de Campo Grande deve retomar as obras no Centro Olímpico do Parque Ayrton Senna, parada há quatro anos. A previsão é que a construção seja retomada a partir do dia 12 de novembro. Na próxima sexta-feira (9), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) assina o termo aditivo do convênio firmado com o Ministério dos […]

Mylena Rocha Publicado em 01/11/2018, às 08h37

Vista aérea do Parque Ayrton Senna. (Foto: Divulgação/Prefeitura de Campo Grande)
Vista aérea do Parque Ayrton Senna. (Foto: Divulgação/Prefeitura de Campo Grande) - Vista aérea do Parque Ayrton Senna. (Foto: Divulgação/Prefeitura de Campo Grande)

A Prefeitura de Campo Grande deve retomar as obras no Centro Olímpico do Parque Ayrton Senna, parada há quatro anos. A previsão é que a construção seja retomada a partir do dia 12 de novembro. Na próxima sexta-feira (9), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) assina o termo aditivo do convênio firmado com o Ministério dos Esportes, que aumenta em 97% a parcela de recursos do Governo Federal e reduz a contrapartida do município.

Segundo informações divulgadas pela prefeitura, os recursos do Governo Federal passam de R$ 3,5 milhões para R$ 6,9 milhões, enquanto a parcela para pelo município é reduzida de R$ 2,6 milhões para R$ 765,9 mil.

O Parque ganha uma pista de atletismo, onde poderão ser disputadas competições nacionais da modalidade. A pista com seis raias terá 6.729 metros quadrados, piso emborrachado, iluminação, além de vestiários. Serão mobilizados 15 trabalhadores e o canteiro de obras começa a ser montado na próxima semana.

O prefeito Marquinhos Trad cita a dificuldade em conseguir o aditivo do convênio e viabilizar a obra. “Um dos fatores impeditivos era justamente a contrapartida, que com a atualização dos custos, passaria de R$ 4,3 milhões”, explica.

A Prefeitura afirma que, além de viabilizar a construção do centro olímpico no Parque Ayrton Senna, o planejamento para 2019 é a revitalização do parque.  Serão reformadas as instalações elétricas, hidráulicas, banheiros, cobertura da quadra coberta.  O investimento previsto é de R$ 1,1 milhão.

Jornal Midiamax