Cotidiano

Número de mortes por gripe quadruplica este ano em Mato Grosso do Sul

Em uma semana, Mato Grosso do Sul registrou duas novas mortes causadas pela gripe. O número de óbitos já chega a 25, registrados de janeiro até esta quarta-feira (18), e já superam o quádruplo do número de óbitos registrados no ano passado, quando seis pessoas morreram pela Influenza.

Mylena Rocha Publicado em 19/07/2018, às 08h10 - Atualizado às 13h39

None

Em uma semana, Mato Grosso do Sul registrou duas novas mortes causadas pela gripe. O número de óbitos registrados até esta quarta-feira (18) chega a 25 e já é quatro vezes maior que o número registrado no ano passado, quando seis pessoas morreram pela Influenza.

Os dados são do boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde). Apesar do aumento, o número ainda é menor do que o registrado em 2016, quando 103 pessoas morreram com casos de gripe.

Dos 25 casos de morte pela gripe, nove aconteceram pela Influenza H1N1, 10 mortes por H3N2, quatro por Influenza A não subtipado e uma por Influenza B. Os casos de morte aconteceram nas cidades de Campo Grande (13), Costa Rica (2), Naviraí (2), Coxim (2), Dourados (1), Chapadão do Sul (1), Aquidauana (1), Alcinópolis (1), Nioaque (1), Três Lagoas (1).

De acordo com o balanço, 716 notificações e 237 casos de Influenza foram confirmados no estado até então, sendo 69 casos de Influenza A H1N1, 32 casos de Influenza A não subtipado, 120 casos de Influenza A H3N2 e 16 casos de Influenza B.

Segundo a SES, ações simples podem prevenir a transmissão do vírus Influenza. Confira:

  • Higienizar as mãos com frequência;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal;
  • Evitar aperto de mãos, abraços e beijo social;
  • Reduzir contatos sociais desnecessários e evitar, dentro do possível, ambientes com aglomeração;
  • Evitar visitas a hospitais;
  • Ventilar os ambientes;
Jornal Midiamax