Cotidiano

No penúltimo dia de prazo, espera pela biometria chega a 5 horas

Eleitora passou mal na fila e teve de ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros

Maisse Cunha Publicado em 17/03/2018, às 15h16

None

Eleitora passou mal na fila e teve de ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros

A espera na fila em busca da biometria, neste sábado (17), pode chegar a 5 horas, no Memorial da Cultura, conforme apurou a reportagem do jornal Midiamax. Alguns eleitores que chegaram no local às 6h, antes mesmo do atendimento começar, só conseguiram sair com o novo título eleitoral em mãos por volta das 11h40.

O ‘calorão’ que faz em Campo Grande desde as primeiras horas da manhã, 32°C, conforme o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), faz com que a espera torne-se ainda mais desgostosa aos eleitores.

Por volta das 11h30, uma jovem de 18 anos passou mal na fila e teve de ser encaminhada à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Santa Mônica pelo Corpo de Bombeiros.

Mas há quem tire vantagem de toda essa situação. Redondezas da avenida Fernando Corrêa da Costa está repleta de vendedores ambulantes, que oferecem de água à açaí.

O atendimento no Memorial da Cultura será realizado até as 17h. Mesmo após este horário, eleitores que estiverem na fila serão atendidos pela equipe do TRE (Tribunal Regional Eleitoral).

A média de atendimento dos últimos dias chega a 8 mil pessoas, considerado todos os postos de cadastramento. Até sexta-feira (16), conforme o TRE, cerca de 565 mil eleitores já haviam realizado o cadastro da digital, o que corresponde a 88% do eleitorado da Capital, que conta com aproximadamente 630 mil pessoas aptas a votar.

O prazo, que encerra neste domingo (18), não será prorrogado, segundo o Tribunal. Quem não fizer o cadastro da digital terá o título de eleitor cancelado.

Jornal Midiamax