Cotidiano

Motorista para em lugar proibido, alega que foi o único multado e diz que foi discriminado

Um motorista de Campo Grande se sentiu injustiçado ao levar uma multa na tarde desta quarta-feira (31). O representante comercial Diego de Souza Furtado, de 29 anos, conta que estacionou em faixa amarela, mas que havia vários outros carros ao lado que não foram multados. Diego explica que foi visitar uma cliente e que perguntou […]

Mylena Rocha Publicado em 01/11/2018, às 12h58 - Atualizado às 13h56

Foto: Reprodução/Vídeo enviado por leitor
Foto: Reprodução/Vídeo enviado por leitor - Foto: Reprodução/Vídeo enviado por leitor

Um motorista de Campo Grande se sentiu injustiçado ao levar uma multa na tarde desta quarta-feira (31). O representante comercial Diego de Souza Furtado, de 29 anos, conta que estacionou em faixa amarela, mas que havia vários outros carros ao lado que não foram multados.

Diego explica que foi visitar uma cliente e que perguntou aos funcionários do prédio se poderia estacionar ali por alguns minutos. O motorista afirma que a passagem pelo local foi rápida, mas resultou em uma notificação fixada no para-brisa do carro.

“Quando eu desci, vi que só meu carro havia sido multado. Fiquei em choque, por que multaram só o meu, acredito que por ser mais humilde, de uma marca diferente que é a JAC Motors”, afirma. O motorista justifica que havia outros carros mais ‘chiques’, como caminhonetes e sedans, mas que apenas ele havia sido autuado.

Mesmo com o vídeo, não há como provar que Diego foi o único a levar a bronca. O Jornal Midiamax procurou a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), que não informou se, realmente, só é autuado quem recebe o papel fixado no para-brisa. A agência informou que o motorista pode protocolar recurso em que será apresentada a defesa.

“Primeiramente, o pedido será analisado pela Comissão de Julgamento de Defesa da Agetran. Caso indeferido o pedido, poderá ser analisado na instância da Jari (Junta Administrativa de Recursos de Infrações) e se, novamente, for indeferido ainda há o recurso a ser feito junto ao Cetran (Conselho Estadual de Trânsito)”, disse em nota. O motorista também pode ligar para a agência no telefone 3314-3400 e solicitar o Ramal 4717.

Jornal Midiamax