Cotidiano

Envolvido em acidente com morte presta serviço em junta médica do Detran-MS

O médico de 69 anos, envolvido em um acidente de trânsito com morte, no Anel Viário de Campo Grande, atua na junta médica do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul). De acordo com publicações no DOE (Diário Oficial do Estado), ele é um dos integrantes da empresa que presta serviços ao […]

Wendy Tonhati Publicado em 02/09/2018, às 13h16 - Atualizado em 03/09/2018, às 10h03

Carro em que estavam as vítimas
Carro em que estavam as vítimas - Carro em que estavam as vítimas

O médico de 69 anos, envolvido em um acidente de trânsito com morte, no Anel Viário de Campo Grande, atua na junta médica do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul). De acordo com publicações no DOE (Diário Oficial do Estado), ele é um dos integrantes da empresa que presta serviços ao órgão estadual realizando exames para a CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Conforme a última publicação, de maio deste ano, o Detran-MS credenciou a empresa da qual o médico faz parte para realização de exames de aptidão física e mental aos candidatos a obtenção, renovação, inclusão e ou mudança de categoria da Carteira Nacional de Habilitação, em Campo Grande. Vigente desde janeiro deste ano, já foi pago à credenciada mais de R$ 3,4 milhões.

Além de trabalhar para a empresa que presta serviços ao Detran-MS, o médico também faz parte do quadro da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde). Segundo dados do Portal da Transparência, ele foi admitido em 2017. O último salário, de julho de 2018, foi de R$ 7,7 mil bruto.

Acidente

Uma mulher de 36 anos morreu na colisão que envolveu três veículos, na noite do sábado (1°), no Anel Viário de Campo Grande, na região da Uniderp Agrárias.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o médico estava em um veículo Mercedes. As informações prévias são de que ele estaria embriagado após sair de uma festa. Ele colidiu contra um Fiat Punto que era ocupado por duas pessoas: a passageira morreu no local e o motorista foi encaminhado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Coronel Antonino com ferimentos.

O veículo Mercedes saiu da pista e ainda bateu em uma carreta que passava na rodovia e ficou destruído. A PRF foi acionada e, ao aplicar o teste de alcoolemia, foi constatado o resultado de 0,71 mg/l, indicando embriaguez.

O médico foi preso e o caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Jornal Midiamax