Cotidiano

Maternidade opera com ‘graves problemas sanitários’, diz MPE-MS

Órgão pediu nova inspeção no local

Joaquim Padilha Publicado em 29/01/2018, às 11h10

None

Órgão pediu nova inspeção no local

O MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) instaurou um inquérito civil para apurar eventuais irregularidades sanitárias constatadas na Maternidade Cândido Mariano, em Campo Grande.

A informação foi divulgada nesta segunda-feira (29), no Diário Oficial do órgão. O inquérito foi instaurado após um relatório de inspeção sanitária da Coordenadoria Estadual de Vigilância Sanitária ter sido encaminhado ao MPE-MS.

Segundo o relatório, a Maternidade estaria operando com “graves problemas sanitários”, sendo que a maioria dos setores da unidade estariam em condições insatisfatórias.

Alguns setores da Maternidade estariam apresentando nível de criticidade III, ou seja, “grau crítico na qualidade e segurança dos processos de trabalho, serviços e produtos oferecidos”.Maternidade opera com 'graves problemas sanitários', diz MPE-MS

A Maternidade teria apresentado ao MPE-MS uma planilha com recomendações de vigilância sanitária resolvidas e outras ainda em prazo para regularização, segundo os autos do inquérito.

O MPE-MS agora pede uma nova inspeção da Coordenadoria Estadual de Vigilância Sanitária, num prazo de 60 dias úteis, para constatar se as irregularidades foram sanadas ou permanecem após as recomendações.

Jornal Midiamax tentou entrar em contato com a Maternidade Cândido Mariano para obter mais informações, mas até a conclusão dessa reportagem não obteve respostas.

Jornal Midiamax