Cotidiano

Fila assusta, mas eleitores lotam Centro em busca da biometria na última sexta

Tempo de espera chega a ser de 3h para quem está na fila

Mariane Chianezi Publicado em 16/03/2018, às 20h47

None

Tempo de espera chega a ser de 3h para quem está na fila

No último dia útil para cadastrar biometria, campo-grandenses lotaram o Memorial da Cultura, localizado na Avenida Fernando Correa da Costa, na Capital. O TRE divulgou que, até às 16h37, foram emitidos 3,402 títulos e prazo para cadastramento termina no domingo (18).

A reportagem do Jornal Midiamax conversou com alguns eleitores que compareceram para fazer regularização e depoimento de todos se assemelhavam quando questionados sobre a fila.

O professor Kleber Gomes, de 30 anos, era o último da fila até então e demonstrava aparência um pouco desanimada por conta da gigantesca fila que dava duas voltas em frente ao memorial. “É melhor deixar para vir e fazer hoje do que deixar para domingo que vai ser pior”, se referindo ao último dia do cadastro e a possível lotação que vai haver.

Já Marta Pereira da Silva, de 34 anos, babá, contou que foi para a filha preparada para aguentar, se for preciso, até às 20h. “O prazo está acabando e foi melhor ter vindo hoje”, afirmou.

Mesmo tendo realizado sua biometria em novembro de 2017, a doméstica Conceição Souza de Oliveira, de 53 anos, foi “enfrentar” novamente a fila para ajudar o marido e a sobrinha, Franciele de Oliveira, de 27 anos. Estratégia da mulher foi ir um pouco mais cedo que o marido para segurar um “lugarzinho” em meio à multidão que estava na fila, mas técnica não funcionou. “Estou na fila aguardando por três horas”, disse à reportagem.

João Vieira, de 27 anos, saía aliviado do interior do memorial com o cadastro biométrico realizado. “Cheguei aqui por volta das 13h40 e sai agora, 16h50. Acho que foi melhor vir hoje do que domingo”, afirmou.

Correndo contra o tempo

O tempo de espera no Memorial da Cultura Apolônio de Carvalho (antigo Fórum), é de mais de três horas para quem está na fila. No momento mais cheio da manhã desta sexta-feira (16), a fila dobrou a rua e foi até o INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), na 26 de Agosto, a quase 400 metros.

No Memorial da Cultura, o técnico judiciário Giovani Gomes Oliva, informou ao Jornal Midiamax que foram aproximadamente 1,2 mil atendimentos somente nesta manhã. A fila no prédio é de cerca de 450 pessoas. Já sobre quem está na fila fora do prédio não há estimativa. A média é de 80 atendimentos a cada dez minutos.

A reportagem também esteve no Fórum Eleitoral, localizado no Parque dos Poderes, onde a demora era de aproximadamente 1h30. Em ambos os postos de atendimento foram instaladas tentas para proteger um pouco a população do sol.

Segundo o técnico judiciário, na quarta-feira (14) uma pessoa chegou a passar mal por conta do sol. Sobre o atendimento preferencial, não há filas e o atendimento é feito rapidamente. Os eleitores alegaram falta de tempo para não comparecerem antes ao cadastramento.

Jornal Midiamax