Cotidiano

Feriadão: 36 mil pessoas devem movimentar aeroporto, rodoviária e rodovias de MS

Às vésperas do Feriado de Dia de Finados, os moradores já se preparam para deixar Campo Grande e ir aproveitar o feriadão prolongado em outras cidades. Após levantamento, estima-se que mais de 36 mil pessoas devem movimentar o aeroporto, rodoviária e rodovias. Conforme a Infraero, 18,9 mil pessoas devem passar pelo Aeroporto Internacional de Campo […]

Mariane Chianezi Publicado em 01/11/2018, às 16h14

None

Às vésperas do Feriado de Dia de Finados, os moradores já se preparam para deixar Campo Grande e ir aproveitar o feriadão prolongado em outras cidades. Após levantamento, estima-se que mais de 36 mil pessoas devem movimentar o aeroporto, rodoviária e rodovias.

Conforme a Infraero, 18,9 mil pessoas devem passar pelo Aeroporto Internacional de Campo Grande entre os dias 1 e 5 de novembro. O número, conforme a empresa, o número é maior em comparação ao mesmo feriado do ano passado, quando 18,2 mil viajantes passaram pelos portões de embarque. Número corresponde a 3,7% a mais.

Já os passageiros que optaram por viajar de ônibus, encontraram as plataformas de embarque lotadas durante o feriadão. Segundo a Socicam, empresa que administra o Terminal Rodoviário de Campo Grande, 18 mil passageiros deverão embarcar para outros destinos.

Entre esta quinta-feira (1) e sexta-feira (2), o fluxo de passageiros deverá ser intenso pois, segundo a previsão, 4 mil pessoas estarão deixando a Capital. As cidades mais procuradas para embarque foram Corumbá, Brasília, Cuiabá, Goiânia, Rio de Janeiro e São Paulo.

Para os viajantes que vão de carro, deverão encontrar as rodovias movimentadas principalmente às vésperas e no dia do feriado. Nas estradas federais, segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o movimento será o dobro dos dias normais.

Operação nas rodovias

A PRF começou, nesta quinta-feira (1), a Operação Finados nas rodovias federais de MS. A operação tem foco a fiscalização, prevenção e redução da gravidade dos acidentes de trânsito. Além disso, coibir a criminalidade no período da operação, como tráfico de drogas, contrabando, etc.

Ações preventivas para reduzir o abuso de velocidade, embriaguez ao volante, ultrapassagens proibidas e a falta do uso de segurança, principalmente dos passageiros dos bancos traseiros, serão feitas.

O policiamento nas rodovias federais do Estado poderá contar com reforço dos policiais do setor administrativo que concentrarão a fiscalização em locais e horários de maior fluxo e incidência de acidentes graves e de criminalidade, de acordo com estatísticas do órgão, a fim de garantir aos usuários segurança, conforto e fluidez do trânsito.

Jornal Midiamax