Em três dias, Procon MS autuou 11 postos de combustíveis por preços abusivos

Nos últimos três dias, o Procon MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) autuou onze postos de combustíveis pela prática de preços abusivos. São empresários que aproveitaram a greve dos caminhoneiros, que afeta a distribuição dos combustíveis, para colocar os “preços nas alturas”. De acordo com o superintende do Procon MS, Marcelo Salomão, no […]
| 28/05/2018
- 14:57
Em três dias, Procon MS autuou 11 postos de combustíveis por preços abusivos

Nos últimos três dias, o Procon MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) autuou onze postos de combustíveis pela prática de preços abusivos. São empresários que aproveitaram a , que afeta a distribuição dos combustíveis, para colocar os “preços nas alturas”.

De acordo com o superintende do Procon MS, Marcelo Salomão, no fim de semana, foram nove autuações, e, mais duas nesta segunda-feira (28). Em um dos casos desta manhã, o empresário estava vendendo etanol por R$ 3,29 o litro, preço não condizente com o valor pago por ele à distribuidora. O empresário acabou reduzindo o valor para R$ 3,29,

Conforme Salomão, o Procon MS vai continuar a realizar “batidas” durante a tarde desta segunda-feira nos postos de combustíveis para verificar os preços.

A greve dos caminhoneiros continua e entra em seu oitavo dia consecutivo nesta segunda-feira. De acordo com o Sindicam-MS (Sindicato dos Caminhoneiros de Mato Grosso do Sul), os pontos de bloqueio continuam em todo o Estado, com uma estimativa de 19 pontos em rodovias federais.

O Governo Federal fez uma proposta à categoria neste domingo, com a redução de R$ 0,46 no valor do diesel e a atualização do preço do combustível mensalmente. A proposta é vista como positiva pelos caminhoneiros, mas não suficiente para parar as manifestações.

Segundo o presidente do sindicato, Roberto Sinai, foram feitas concessões dos governos estadual e federal, mas a reivindicação é pela redução dos combustíveis e não só do diesel.

Veja também

Serão nove dias de celebrações a Nossa Senhora da Abadia envolvendo a comunidade e a história do santuário em Campo Grande

Últimas notícias