Cotidiano

Em estado grave, idoso internado em UPA espera há 5 dias por vaga

Secretaria disse que aguarda liberação de vaga

Raiane Carneiro Publicado em 16/02/2018, às 19h00

None

Secretaria disse que aguarda liberação de vaga

Um idoso de 74 anos está internado na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Coronel Antonino há cinco dias, aguardando o encaminhamento para um hospital. De acordo com a neta, o estado do homem é crítico e existe risco de morte caso a transferência não seja feita em breve. A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) informou que aguarda a liberação de uma vaga.

Conforme a neta de 27 anos, que preferiu não se identificar, o idoso teve um AVC (Acidente Vascular Cerebral) em agosto do ano passado, sendo internado e passando por procedimentos como traqueostomia e para colocação de sonda. Ele foi liberado em outubro, mas, atualmente, apresenta um quadro de infecção no intestino, pulmão e vias urinárias. “Ele está respirando com ajuda de aparelhos”, contou a neta.

Segundo a familiar, o idoso foi levado para a UPA por meio do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), por estar acamado, há cinco dias. Desde então, mesmo com laudo dos médicos da unidade requisitando a transferência para um hospital a médio prazo pela gravidade do paciente, o idoso segue internado na unidade. “Se não tiver a transferência, tem risco de óbito”, explicou.Em estado grave, idoso internado em UPA espera há 5 dias por vaga

A neta ressaltou ainda que a família procurou a Defensoria Pública para encaminhar um pedido de vaga em um dos hospitais, mas que ainda não foi feito pelo fato do órgão não ter expediente nesta sexta-feira (16). “Por isso nossa preocupação, pela demora”, ressaltou a neta.

A secretaria do município informou que já fez a solicitação de vaga nos hospitais e que “assim que houver disponibilidade de leitos ele será encaminhado”. A Sesau explicou ainda que paciente está em observação e recebendo a assistência necessária na UPA. 

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax