Depois de postos de combustíveis, Procon passa a fiscalizar preços em supermercados

Objetivo é inibir prática de preços abusivos
| 25/05/2018
- 19:13
Depois de postos de combustíveis, Procon passa a fiscalizar preços em supermercados

Depois de ‘batidas’ feitas em postos de combustíveis, superintendências do Procon de Mato Grosso do Sul vão passar a fiscalizar preços de produtos dos supermercados do Estado a partir desta sexta-feira (25). Assim como nos postos, o objetivo é coibir a prática de preços abusivos e punir comerciantes que se aproveitam do momento para obter lucro acima da média.

De acordo com o superintendente do órgão, Marcelo Salomão, produtos estocados serão os principais alvos da vistoria, já que por conta da o aumento no preço de produtos como horti-fruti, por exemplo, é inevitável.

“Aquilo é é estocado em pequena quantidade e precisa ser reposto é natural que tenha um aumento, o que não pode é o comerciante aumentar sem justificativa o valor do que já estava disponível em estoque”, explica.

Salomão afirma que as ‘batidas’ nos postos continuam e nesta sexta-feira, outros quatro postos foram multados por vender gasolina muito acima da margem de lucro do preço pelo qual combustível foi adquirido. “Tinha gente que comprou o litro por R$ 3,78 e estava vendendo por R$4,50, uma média acima do limite tolerável”, revela.

Na quinta-feira (25), seis estabelecimentos foram multados pela prática de preços abusivos. Dois gerentes foram presos em flagrante, um pelo aumento abusivo, outro por se recusar a vender gasolina.

Denúncias podem ser feitas pelo telefone 151.

Veja também

O hospital alega que o novo piso vai causar impacto de R$ 3,5 milhões por ano. Prefeitura e Estado foram procurados.

Últimas notícias