Cotidiano

‘Cultura do estupro’ será tema de evento neste sábado em Campo Grande

Projeto quer chamar atenção da sociedade sobre a violência sexual

Mariane Chianezi Publicado em 19/04/2018, às 17h19 - Atualizado em 23/04/2018, às 10h31

None

Projeto quer chamar atenção da sociedade sobre a violência sexual

Para debater e combater o estupro, o Projeto Nova, instituição que ajuda vítimas de violência sexual, realizará evento para conscientizar a população às 19h neste sábado (21), em Campo Grande. Quem comparecer no evento poderá conferir apresentações musicais, recital de poesia e exposição artística feita por vítimas acolhidas pelo projeto.

Conforme nota divulgada pela assessoria de imprensa, dados do 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, publicado em 2017, aponta que Mato Grosso do Sul lidera o ranking dos Estados com maior taxa percentual de estupro. Enquanto a nível nacional, a taxa relacionada a cada grupo de 100 mil habitantes, 24 sofrem abusos. Em MS, índice é de 54,4 para cada 100 mil pessoas.

Segundo a coordenadora do Projeto Nova, a psicanalista Viviane Vaz, é preciso alertar a sociedade, por isso a exposição tem esse peso de clamor dos sobreviventes do estupro, mas como envolve arte e gastronomia é também uma oportunidade para abrir a sede para pessoas conhecerem o projeto, conhecerem o trabalho e se envolverem com a causa do combate ao estupro e ao abuso sexual infantil.

Programação

Para o evento, estão previstas apresentações musicais instrumentais, exposição artística das vítimas de violência sexual, com pinturas, cerâmica e artesanatos. Haverá também recital com a poetisa Delasnieve Daspet, a participação do Coletivo de Mulheres Negras e apresentação dos cantores Chicão Castro e Marina Peralta em um pocket show (voz e violão).

Além disso, quem comparecer poderá conhecer o trabalho da chef Natalia Borges que preparará hambúrguer gourmet.

A sede do Projeto Nova é localizada na Rua Bernardo Franco Baís, 515, na Vila Carvalho. Evento começa às 19h no sábado (21).

O Projeto

Desde 2011, o Projeto Nova trabalha para promover qualidade de vida aos sobreviventes do abuso e da exploração sexual em Campo Grande. Pesquisa realizada pelo Projeto, em 2017, aponta que 94% das pessoas assistidas sofreram abuso sexual na infância, 48% afirmam terem sido vítimas de violência doméstica praticada pelo parceiro e 64% se envolveram com a prostituição.

Por conta da violência, 75% das pessoas atendidas tiveram consequências cognitivas e 83% sofreram algum tipo de comprometimento psiquiátrico. Para conhecer mais sobre o Projeto Nova, acesse o a página virtual clicando aqui.

Jornal Midiamax