Cotidiano

Com trégua da chuva, MS conta desabrigados e monitora cheia nos rios

Ribeirinhos foram retirados de casa 

Wendy Tonhati Publicado em 21/02/2018, às 11h36

None

Ribeirinhos foram retirados de casa 

Depois de a chuva dar trégua na maior parte de Mato Grosso do Sul, a quarta-feira (21) é dia de os órgãos e prefeituras realizarem levantamentos e contabilizarem os estragos nas cidades do interior do Estado. De acordo com o coordenador da Defesa Civil Estadual, Coronel Isaías Ferreira Bittencourt, o órgão está recebendo as informações dos municípios. Até o momento, os mais afetados, com relação à população, são Aquidauana e Bela Vista, onde os rios transbordaram e deixaram famílias desabrigadas.

Em Aquidauana –a 143 quilômetros de Campo Grande, 42 famílias estão desabrigadas e, em Bela Vista –a 324 quilômetros da Capital- são dez famílias. Bonito –a 300 quilômetros- os córregos transbordaram e os moradores ficaram praticamente “presos” na cidade. Segundo o coordenador da Defesa Civil Estadual, no município, não há informações sobre famílias desabrigadas. Os rios ainda estão em cota preocupante, principalmente, o Aquidauana, Miranda e Apa.

“Os trabalhos serão voltados para os levantamentos de danos e atendimento às famílias desabrigadas. A ação começa no município que dá primeira resposta com o lançamento das informações. Nós, da Defesa Civil Estadual, estamos em contato, pois é o órgão central de articulação e apoio aos municípios. Os que manifestarem pedido de apoio, nós vamos oferecer esse apoio”, explica Bittencourt.

Na terça-feira (20), o coordenador da Defesa Civil municipal de Bonito informou ao Jornal Midiamax que várias famílias tiveram que sair de suas casas, mas foram encaminhadas às residências de familiares somente até o volume das águas baixarem.    

Além destes, as cidades de Anastácio, Miranda, Jardim e Coxim estão em situação crítica por conta das chuvas. Em Jardim, a força das águas comprometeu a estrutura da ponte de concreto sobre o Rio dos Velhos, o que levou a Prefeitura a interditar o local.

Com trégua da chuva, MS conta desabrigados e monitora cheia nos rios

“Todos os municípios que tiveram danos estruturais em dutos e estradas são preocupantes, pois afeta a vida de milhares de pessoas, o escoamento de safra, as atividades escolares”, diz Bittencourt.

Rodovias

De acordo com informações do governo do Estado, o transbordamento do Córrego Dois Irmãos interditou o acesso pela BR-262, no trecho próximo ao município de mesmo nome.

Na MS-386, próximo a Japorã, a pista deverá ser isolada pela defesa civil do município, por conta do risco de desmoronamento, em decorrência de uma erosão que está sendo agravada pela força das águas.

Em Naviraí e Glória de Dourados, a força das águas também tem agravado erosões já existentes. Na MS-475, em Novo Horizonte do Sul, foram dois pontos de interdição na última terça-feira.

Jornal Midiamax