Cotidiano

Com espera de até 6h e calor de 33ºC, tereré é salvação na fila do TRE

Mais de 1,2 mil já foram atendidos nesta manhã

Joaquim Padilha Publicado em 18/03/2018, às 14h00

None

Mais de 1,2 mil já foram atendidos nesta manhã

Quem deixou para o último dia do prazo para cadastrar sua biometria pode se surpreender com uma fila de até 6h de espera no Centro de Atendimento ao Eleitor do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul).

Na manhã deste domingo (18), uma fila que se estendia da porta do Tribunal até a esquina com o Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) podia ser vista no Parque dos Poderes, com eleitores enfrentando um calor de 33ºC.

Os atendimentos começaram às 7h da manhã e, até pouco depois das 10h, já eram mais de 1.200 atendidos no TRE-MS, numa média de 400 atendimentos por hora. Mais de 150 funcionários atendem no local.

Neste sábado (17), o Centro de Atendimento ao Eleitor recebeu 4,9 mill pessoas, mesma expectativa para este domingo, segundo a equipe do local. Além do TRE-MS, o Memorial da Cultura Apolônio de Carvalho também está atendendo neste domingo.

A demora para o atendimento pode ser menor nas filas preferenciais, de até 1h30, segundo os atendentes. Aqueles que forem ao TRE-MS neste domingo terão até as 17h para pegar uma senha no local.

Tereré para não passar mal

"Só tereré salva", diz comercianteA desidratação é um risco para quem quiser passar 6h na fila neste domingo. No sábado, duas pessoas chegaram a passar mal devido ao calor na espera ao atendimento, mas não chegaram a precisar de socorros.

Para combater o calor, a vendedora Ivy Joplin explica que ficou “só no tereré”. “A gente chegou debaixo de chuva aqui 4h30, já tinham 300 pessoas na nossa frente”, conta ela junto da família.

Assim como uma série de outros ambulantes, ela aproveitou para vender salgados no local, e disse já ter feito pelo menos 300 vendas. “Tá saindo bastante, tem muita gente aqui”, comemora.

Fazendo plastificações no local, uma outra vendedora também usou o tereré para escapar do calor. “Só o tereré salva, tá quente demais”, reclama. Ela que não quis se identificar, diz que também vai trabalhar fazendo plastificações a partir da terça-feira (20), para quem perder o prazo.Com espera de até 6h e calor de 33ºC, tereré é salvação na fila do TRE

Multa e prazo para regularização

Nesta segunda-feira (19), quem não tiver feito o cadastramento terá o título cancelado. Mas poderá procurar, a partir de quarta-feira (21), o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) para realizar o cadastramento e reativar o título de eleitor.

O serviço será oferecido no Fórum Eleitoral até o dia 9 de maio. Para isso, será preciso também pagar uma multa, mas de R$ 3,50, conforme determina a legislação.

“A legislação eleitoral não prevê, em nenhum momento, o cancelamento de outros documentos, a não ser o título de eleitor” diz o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em nota. O Tribunal nega que exista uma multa de R$ 150 para quem não fizer a biometria, ou cancelamento do CPF.

Jornal Midiamax