Cotidiano

Com 1 ano de implantação, escola integral já formou mais de 3 mil alunos em MS

Para 2018, outros 4269 já estão matriculados

Maisse Cunha Publicado em 26/01/2018, às 20h10

None

Para 2018, outros 4269 já estão matriculados

Com apenas 1 ano de implantação, as escolas em tempo integral (Escolas da Autoria) já formaram 3470 estudantes em Mato Grosso do Sul. Conforme a SED (Secretaria de Estado de Educação), em 2018, outros 4269 alunos da Rede Estadual de Ensino devem ter no currículo esse modelo de educação.

Ao todo, existem 16 escolas no estado que seguem esse modelo, sendo 11 em Campo Grande e outras 5 nos municípios de Corumbá, Maracaju, Naviraí, Dourados e Ponta Porã.

Na tarde de quinta-feira (25), o Secretário de Educação Básica do MEC (Ministério da Educação), Rossieli Soares da Silva, esteve na Capital para discutir a implantação da Base Nacional Comum Curricular e destacou a contribuição das escolas em tempo integral no combate à evasão escolar.

“Temos um exemplo clássico onde uma professora de química foi dar uma aula de arte, em que os alunos criaram a tinta que seria usada nas telas, a partir da fuligem do escapamento dos carros dos professores. Então, ela deu uma aula de química, misturada com arte, em que eles escolheram fazer. Isso faz com que o aluno não desista, que ele queira continuar na escola porque a aula é atrativa”, destaca.

Na Capital, fornecem ensino em tempo integral as escolas Amélio de Carvalho Baís, Professor Emygdio Campos Widal, José Barbosa Rodrigues, Lucia Martins Coelho, Manoel Bonifácio Nunes da Cunha, Professor Severino de Queiroz, Maria Constança Barros Machado, Waldemir Barros da Silva, Profª Clarinda Mendes de Aquino, Dona Consuelo Müller e Vespasiano Martins. 

“Vivemos em um Estado com índices altos de evasão escolar e suicídio entre jovens e que está na rota do tráfico de drogas. Na Escola da Autoria, o estudante trabalha o projeto de vida, as disciplinas eletivas e é acompanhado de perto pelos professores, com a chance de ter um futuro melhor”, destaca a secretária de Estado de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta.

No último dia 17, o MEC liberou R$ 5,8 milhões para as escolas em tempo integral do estado. Do montante, R$ 2,7 milhões serão destinados às escolas que iniciarão o projeto neste ano, e outros R$ 3,1 milhões para as escolas que já oferecem essa modalidade de ensino.

Capacitação

Na semana que vem, entre segunda (29) e quarta-feira (31), gestores e coordenadores pedagógicos das 16 escolas em tempo integral do estado passarão por um curso de formação, no Centro de Formação Mariluce Bittar, em Campo Grande.

Jornal Midiamax