CIJ realizará mobilização em campanha de Combate à Exploração e Abuso Sexual Infantojuvenil

O Tribunal de Justiça, por meio da Coordenadoria da Infância e da Juventude (CIJ), realizará no dia 18 de maio, às 8 horas, no Bairro Noroeste, uma mobilização como parte da Campanha Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Completando 18 anos de Campanha, a data 18 de maio […]
| 15/05/2018
- 00:20
CIJ realizará mobilização em campanha de Combate à Exploração e Abuso Sexual Infantojuvenil

O Tribunal de Justiça, por meio da Coordenadoria da Infância e da Juventude (CIJ), realizará no dia 18 de maio, às 8 horas, no Bairro Noroeste, uma mobilização como parte da Campanha Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Completando 18 anos de Campanha, a data 18 de maio ficou conhecida como o “Caso Aracelli”, um crime bárbaro ocorrido há 40 anos. A menina na época tinha 8 anos e foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espírito Santo. Seu corpo apareceu seis dias depois carbonizado e os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos.

A CIJ, visando um ato uniforme no Poder Judiciário de MS, encaminhou para as Comarcas materiais e adesivos com o intuito de que todas possam desenvolver a campanha.

O objetivo da Campanha Nacional de Combate à Exploração e Abuso Sexual Infantojuvenil é estabelecer um conjunto de ações que permitam a prevenção e o enfrentamento da violência sexual contra criança e adolescente, além de mobilizar e conscientizar a sociedade.

Com o apoio de outras entidades como a Ong Mãe Águia, Conselho Tutelar Norte, Ministério Público e o Grupo de Escoteiros Mário Dilson, a Coordenadoria da Infância e da Juventude realizará uma panfletagem e adesivagem de carros na avenida principal do Bairro Noroeste, em frente a Unidade Básica de Saúde (UBSF).

Assim, a intenção do 18 de maio é destacar a data para mobilizar e convocar toda a sociedade a participar dessa luta e proteger as crianças e adolescentes, pois esta data reafirma a importância de se denunciar e responsabilizar os autores de violência sexual contra a população infantojuvenil.

Programação – Durante a semana, servidoras e estagiárias da Coordenadoria da Infância e da Juventude visitarão hospitais, shoppings, universidades, terminais de ônibus, hotéis e órgãos públicos para realizar a panfletagem e fixação de cartazes da campanha.

Veja também

A Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul) oferece 1.198 vagas de emprego...

Últimas notícias