Cotidiano

Alunos podem se atrapalhar na abordagem do tema da redação do Enem, dizem especialistas

O tema da redação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) deste domingo (4) foi ‘Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet’. O tema é atual e foi bastante discutido durante o período eleitoral, mas alunos podem perder o foco, dizem especialistas. A professora Carol Achutti, do curso online Descomplica, disse […]

Mylena Rocha Publicado em 04/11/2018, às 16h23

Foto: Ilustrativa/ Wilson Dias/Arquivo Agência Brasil
Foto: Ilustrativa/ Wilson Dias/Arquivo Agência Brasil - Foto: Ilustrativa/ Wilson Dias/Arquivo Agência Brasil

O tema da redação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) deste domingo (4) foi ‘Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet’. O tema é atual e foi bastante discutido durante o período eleitoral, mas alunos podem perder o foco, dizem especialistas.

A professora Carol Achutti, do curso online Descomplica, disse à Agência Brasil que a discussão do tema tem relação com a manipulação vivida no Brasil durante o último processo eleitoral. “É uma inovação. Colocaram um dedinho na ferida. Por isso, achei importante levantar essa discussão”, disse.

Para a professora, a escolha foi diferente, já que teve um recorte político, e não social, como é de costume nos temas de redação. Entretanto, ela ressalta que o tema é perigoso, já que estudantes podem confundir com as fake news. Segundo a professora, as fake news podem aparecer na argumentação, mas não são o tema central.

Em entrevista à Agência Brasil, a professora explica que o texto do aluno poderá tratar, dependendo dos textos de apoio da prova, de questões mundiais, envolvendo redes sociais, marketing dirigido, entre outras questões. “Quem for muito partidário e se inflamar pode ser parcial e tangenciar o tema”, acrescenta.

De acordo com Tatiana Nunes, professora de redação e língua portuguesa do Colégio Mopi, o tema era mais do que aguardado. Na avaliação da professora, a abordagem escolhida foi “muito bem feita, mas bastante delicada. O estudante terá de estar bem preparado para fazer essa leitura crítica do que está sendo pedido no tema”.

Coordenador pedagógico do Vetor Vestibulares, Rubens César Carnevale, informou à Agência Brasil que foi corretor da redação do Enem por três anos seguidos, de 2014 a 2016. O professor acredita que os estudantes devem ficar atentos à abordagem.

“Os candidatos precisam tomar cuidado com aquilo que chama de coerência externa. O aluno que citar alguns dados, alguns fatos que não sejam pertinentes ao contexto e que não sejam verdadeiros poderá perder pontos”, acrescentou Carnevale.

(com informações da Agência Brasil)

Jornal Midiamax