Cotidiano

VÍDEO: Prefeitura promete repassar R$ 4,7 milhões da Santa Casa nesta quarta

Enfermagem fez protesto na frente da Prefeitura

Wendy Tonhati Publicado em 09/08/2017, às 14h56

None

Enfermagem fez protesto na frente da Prefeitura

Os funcionários do setor de enfermagem da Santa Casa fizeram passeata e um protesto, na manhã desta quarta-feira (9), em Campo Grande. A categoria está com o salário deste mês em atraso, por conta na demora da Prefeitura em repassar o valor mensal destinado ao hospital. 

O protesto começou na Santa Casa e os trabalhadores seguiram, em passeata, até à Prefeitura da Capital. No local, o presidente do Siems (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul), Lázaro Santana conversou com a categoria e disse ao Jornal Midiamax, que fariam um apelo para que o Município fizesse o repasse para Santa Casa, no máximo, até o 5° dia de cada mês. 

Durante o protesto, o prefeito Marcos Trad (PSD) chegou à Prefeitura foi abordado no estacionamento. Em conversa com a categoria, o prefeito explicou que tem até dia 10 para fazer o repasse. Segundo ele, a administração municipal havia feito uma concessão em antecipar o repasse dos outros meses e que o deste mês será feito nesta quarta. “Esse repasse vai ser pago hoje. Recebemos o dinheiro ontem, por meio de impostos, e estamos fazendo o pagamento hoje”, afirmou. VÍDEO: Prefeitura promete repassar R$ 4,7 milhões da Santa Casa nesta quarta

Sobre a contratualização com a Santa Casa, o prefeito disse que o hospital quer R$ 24 milhões –aumento de cerca de 4 milhões, em relação ao repasse atual- e que a Prefeitura não tem como aumentar o valor.

“O contrato está pronto, não querem assinar [direção da Santa Casa] porque querem aumento de 3 milhões da Prefeitura. Não cobram o Governo Federal e não cobram o Estado, que dá 50% a menos do que nós. Vocês sabem que eles [santa Casa] atendem mais pacientes do interior do que da gente [Capital]”, disse Trad. 

O prefeito disse ainda que é a primeira vez foi procurado pela categoria. “Que fique claro que o pagamento não está atrasado por culpa da prefeitura, que tem até amanhã para fazer o depósito”.

Uma comissão dos trabalhadores de enfermagem da Santa Casa foi recebida pelo secretário municipal de finanças e planejamento Pedro Pedrossian Neto. O presidente do Siems informou, após a reunião, que a Prefeitura e a Santa Casa assinaram um termo aditivo, por mais dois meses. A hospital, segundo o sindicato, também confirmou o recebimento de aproximadamente R$ 2,5 milhões repassados pelo governo do Estado. 

Com isso, ficam faltando a parte da Prefeitura [R$ 4,7 milhões], que será repassada nesta quarta, e R$ 13,1 milhões do Ministério da Saúde, que são encaminhados primeiro à Prefeitura, mas que ainda não foram recebidos. 

Embora a Prefeitura tenha se comprometido a tentar fazer o repasse ainda nesta quarta, a mobilização continua até os salários estarem efetivamente nas contas dos trabalhadores da Santa Casa. Na próxima quinta-feira (10), a categoria terá à disposição dois ônibus para ir à Câmara Municipal falar sobre a situação aos vereadores.

De acordo com as informações, a Santa Casa conta com 1.400 profissionais de enfermagem e aproximadamente 1 mil funcionários do setor administrativo. Conforme representantes sindicais apenas 30% dos trabalhadores de cada uma das categorias que aderiu ao movimento permanece trabalhando.

Jornal Midiamax