Cotidiano

VÍDEO: médicos pagam cachê a manifestantes e espalham outdoors

Categoria espalhou outdoors pela cidade 

Midiamax Publicado em 27/06/2017, às 15h02

None

Categoria espalhou outdoors pela cidade 

Os médicos da Prefeitura de Campo Grande, em greve há dois dias, pagaram dezenas de manifestantes para protestar na área central da Capite, em defesa da categoria que não deu as caras nas ruas. No cruzamento a avenida Afonso Pena com a Rua 25 de Dezembro, 32 pessoas vestiam roupas pretas, em referência ao ‘luto’ dos profissionais da saúde.    

Na manhã desta terça-feira (27), uma condutora filmou os falsos manifestantes e divulgou pelas redes sociais. Em um vídeo de 29 segundos, ela a uma das participantes: “Você é médica? ”, que confessa o ‘freela’. Segundo a participante, o cachê pela atuação só pago na sexta-feira.  

A conta foi paga pelo Sindmed (Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul), que contratou a empresa Informativa Comunicação para atuar até quando durar a greve. Além da panfletagem, a categoria espalhou outdoors pela cidade, com suas alegações para o início da greve. Cada publicidade dessas custa em média R$ 880, e uma delas está na avenida Duque de Caxias. 

Devido à paralisação, pacientes enfrentam dificuldades para receber atendimento e unidades de urgência e emergência registram lentidão. A categoria quer levar a paralisação até ao dia 5 de julho, mesmo sob pena de multa diária de R$ 10 mil. 

Briga por reajuste 

A paralisação é em resposta a proposta do prefeito Marquinhos Trad (PSD) de reajuste salarial, que ofertou 6% de correção nos plantões e 30% em uma das gratificações. Os médicos reivindicam da Prefeitura de Campo Grande um reajuste de 27% para o salário base de R$ 2,5 mil, no entanto, 92% dos contratados pelo município chegam a ganhar R$ 22 mil por mês. 

A decisão da greve foi mantida mesmo depois da Justiça atender ao pedido da prefeitura e determinar a suspensão do ato, sob pena de multa de R$ 10 mil ao dia ao presidente do Sinmed em caso de descumprimento, mediante bloqueio de contas bancárias e de bens que estiverem em seu nome, com busca e apreensão de automóveis.

Veja aqui. 

Jornal Midiamax