Cotidiano

Sem contrato, São Julião restringe atendimento de pacientes do interior

Contrato venceu em setembro

Raiane Carneiro Publicado em 21/11/2017, às 20h28

None

Contrato venceu em setembro

Os pacientes de cidades do interior que eram atendidos pelo hospital São Julião, em Campo Grande, agora terão que enfrentar a fila do Sisreg (Sistema de Regulação) do SUS (Sistema Único de Saúde). De acordo com a administração da unidade, os pacientes eram atendidos através de um contrato firmado entre hospital e governo do Estado. Com o término, os pacientes serão atendidos no hospital somente pelo sistema de regulação.

Uma moradora de Rochedo, cidade a 81 quilômetros da Capital, relatou ao Jornal Midiamax que a mãe foi encaminhada para um procedimento cirúrgico nos olhos, mas não conseguiu realizar a cirurgia até o momento. Conforme a moradora, o hospital não estaria fazendo o atendimento por falta de repasse das verbas do governo do Estado.

A situação, de acordo o administrador do hospital, Amilton Fernandes Alvarenga, se deve ao vencimento do contrato que o Estado tinha com o hospital. “Nós tínhamos um contrato com o governo do Estado que venceu no dia 16 de setembro, que era para atender os pacientes do interior”, disse.

Conforme Alvarenga, por intermédio do contrato, havia um número de pacientes que eram atendimentos por mês no hospital São Julião até a data de término. “Não é por falta de pagamento, mas por falta do contrato porque venceu e nós não podemos atender mais”, explica.

Sem contrato, São Julião restringe atendimento de pacientes do interior

De acordo com a assessoria de comunicação da SES (Secretaria Estadual de Saúde), os repasses estão em dia com o hospital. A assessoria informou ainda que os repasses são feitos para a Capital, que deve enviar para o hospital. Sobre o encaminhamento de pacientes, a assessoria informou que é Campo Grande que faz a regulação dos pacientes, independe de ser paciente do interior ou da própria Capital.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax