Cotidiano

Repasse da Prefeitura para HU será de meio milhão a partir de fevereiro

Valor era de R$ 200 mil até então

Midiamax Publicado em 29/01/2017, às 17h51

None
trad_no_hu_.jpg

Valor era de R$ 200 mil até então

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) esteve no HU (Hospital Universitário) nesta manhã de domingo para mais uma de suas visitas surpresas. Ele esteve acompanhado de seu secretário de Saúde Marcelo Vilela. Na ocasião, o chefe da pasta destacou que o repasse da prefeitura vai aumentar consideravelmente a partir do próximo mês, após ter renovado o contrato.

Segundo Vilela, até então, o município repassa cerca de R$ 280 mil para o hospital, que recebia mais aproximadamente este valor do Estado e por volta de R$ 1,300 mil do governo federal. Ele relatou que com a repactuação do contrato, a instituição vai receber R$ 500 mil da prefeitura de Campo Grande, R$ 500 mil do governo do Estado e o repasse federal passa a ser de R$2,100 mil.

“Com os valores anteriores não tinha como fazer nada em um local com a demanda que tem este hospital”, disse o secretário. Na ocasião, Vilela contou também que o município está estudando vários projetos com o intuito de aproveitar melhor os estudantes da cidade e colocar os residentes dentro do hospital.

De acordo com ele, com este trabalho as filas de cirurgias eletivas poderão ser zeradas o mais breve possível. “Temos só de ginecologia, cerca de 300 pessoas na fila, de problemas sem gravidades. Nestes casos queremos trazer um maior número de residentes para atender e assim ajudar na diminuição da espera dos pacientes”.

Visita

O chefe do executivo municipal caminhou pelos corredores do hospital e saiu com a sensação de que já ouve mudança desde a sua última visita. Segundo ele, quando visitou da outra vez o local estava sujo e sem plantonista, o que já não ocorreu nesta data.

“Está tudo bem diferente aqui. Mas isso é falta de acompanhamento e fiscalização. Hoje o plantonista estava no local, assim como o residente. Ainda temos muito o que fazer, mas já se nota mudanças consideráveis”, disse Marquinhos.

Trad ainda enfatizou na ocasião que nesse quase um mês de mandato já conseguiu destravar muita coisa que estava sem solução, como caso Omep e Seleta, os salários dos servidores, a questão das caçambas de lixo, entre outras resoluções.

“Ainda temos muito o que fazer, mas podemos dizer que já conseguimos solucionar muitas questões que estavam travadas. Aqui no Hu por exemplo, nos últimos 10 dias forma atendidas cerca de 60 pessoas, enquanto em todo o ano passado foram aproximadamente 360. Se continuarmos nesse andamento, o total será muito superior ao do ano passado. A inércia que tinha a gestão anterior não tem nessa”, afirmou Marquinhos.

Fotos: Cleber Gellio/Midiamax

Jornal Midiamax