Professores esperam definir reajuste em reunião com Azambuja na próxima quarta

No total, categoria espera 13,5% neste ano
| 27/04/2017
- 20:00
Professores esperam definir reajuste em reunião com Azambuja na próxima quarta

No total, categoria espera 13,5% neste ano

Os da rede estadual de ensino aguardam reunião com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), na próxima quarta-feira (3), para a definição do reajuste da categoria. De acordo com o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Magno Botareli, a categoria espera a integralização do índice de 13,5%, neste ano. O percentual deve ser dividido em duas parcelas, sendo a segunda, (5,5%) em outubro.

O reajuste dos professores é assunto judicializado no Mato Grosso do Sul. A categoria, após greve em 2015, recebeu 20% em 2015, 18% em 2016 e espera pouco mais de 13% neste ano. Os valores são para integralizar o valor nacional do piso para a jornada de 20 horas.

“Temos acompanhando a situação financeira do Estado e a questão do ICMS do gás boliviano. Nessa reunião de quarta-feira esperemos ter uma definição de como vai ser a proposta do governo. A primeira proposta, foi tudo [o reajuste] em outubro e, não aceitamos. Mas eu acredito que a gente tem possibilidade de avançar”, explica Botareli. 

Caso a negociação do reajuste não ocorra, a categoria não descarta ações. “Não descartamos a possibilidade, se não houver um entendimento na mesa de negociação, não está descartada a mobilização dos trabalhadores da educação”, diz. 

Veja também

Diversas outras apostas conseguiram faturar prêmios menores

Últimas notícias