Cotidiano

Prefeitura inaugura casa de acolhimento para pessoas com deficiência

Unidade de Acolhimento Institucional Residência

Diego Alves Publicado em 16/08/2017, às 22h18

None

Unidade de Acolhimento Institucional Residência

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS), Superintendência de Proteção Social Especial (SPSE) e Gerência da Rede de Proteção Social Especial de Alta Complexidade inauguraram na tarde desta quarta-feira (16) a Unidade de Acolhimento Institucional Residência Inclusiva – Unidade II.Prefeitura inaugura casa de acolhimento para pessoas com deficiência

A unidade tem capacidade para atender dez jovens e adultos com deficiência entre 18 e 59 anos. No local são ofertadas atividades em período de funcionamento ininterrupto (24 horas), com profissionais das mais diversas áreas. São cuidadores sociais, psicólogo, assistente social, terapeuta ocupacional, bem como profissionais de limpeza e cozinha.

O prefeito Marquinhos Trad falou sobre a importância deste tipo de atendimento. “Cada vez mais estamos fazendo uma gestão de humanização. Em todos os sentidos. Se nós que damos tudo para os nossos filhos, muitas vezes eles não têm espaço, imagina quem está aqui. Por isso, tenho dito que não adianta administrar para as coisas, você tem que ser gestor para as pessoas e é isso que eu e a Adriane estamos fazendo”, afirmou.

A vice-prefeita Adriane Lopes destacou a importância de ampliar as vagas de atendimento. “Para nós é uma satisfação poder ampliar as vagas no município para quem tanto necessita. Dando dignidade, trazendo esperança para essas pessoas que muito pouco têm e muito pouco precisam para ser felizes. Isso tudo nós devemos ao nosso gestor que tem uma visão humanizada”, disse.

A residência inaugura com quadro completo de profissionais que vai prestar um serviço de proteção integral aos jovens e adultos com deficiência em situação de dependência, promovendo a inclusão na vida comunitária e social, contribuindo para a interação e superando barreiras. Dentre os trabalhos desenvolvidos está a contribuição para a construção progressiva da autonomia, visando maior independência e protagonismo no desenvolvimento das atividades da vida diária dos residentes.

O secretário municipal de assistência social, José Mário Antunes, explicou que a inauguração da Residência Inclusiva unidade II é a materialização deste projeto e do plano de governo da atual gestão.

“A Residência Inclusiva é o lar de nove pessoas com deficiência, em situação de vulnerabilidade e abandono de suas famílias. É de fato o lugar que acolhe, cuida e protege. Oportunizando desenvolvimento de suas potencialidades. Posto que o que nos humaniza é o convívio com o outro… Temos aqui a missão de romper o isolamento, que historicamente essas pessoas são tratadas. É no cuidado das pessoas que dizemos o quão humano é o nosso governo”, salientou.

Para finalizar, a responsável pela Residência Inclusiva II, Arleia Ribeiro, explicou que a residência passou a ser da Prefeitura Municipal em 30 de junho de 2017 e hoje são nove acolhidos, que tem uma rotina diária, onde estão incluídas atividades na sociedade como: aulas de mosaico na Esplanada Ferroviária, de dança no Centro Dia entre outras atividades feitas em parcerias com entidades do município e civis.

Jornal Midiamax