Cotidiano

Prefeitura e IFMS firmam parceria para mapear microbacia do Lagoa

Elaboração de projeto de drenagem da área

Diego Alves Publicado em 08/04/2017, às 01h51

None
gapre_propam_ifms_foto_diogo_goncalves-5-768x432.jpg

Elaboração de projeto de drenagem da área

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb), e o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul firmaram uma parceria nesta sexta-feira (07).

O Acordo de Cooperação Técnica firmado tarde desta sexta-feira (7) tem como objetivo realizar o mapeamento das galerias da microbacia do Lagoa, contemplando o diagnóstico e cadastramento, bem como o estudo e elaboração do projeto de drenagem da área de intervenção. Além disso, o IFMS vai construir um parque no entrono do campus levando lazer para toda a população.

Para o prefeito Marquinhos Trad, a parceria mostra o comprometimento que o IFMS tem para com a cidade. “Uma cidade não pertence a um gestor, uma cidade pertence a todos vocês. Ninguém faz nada sozinho. Se a administração for bem, a cidade de vocês vai bem e ganha todos nós”, frisou o prefeito durante a assinatura do termo.

O reitor Luiz Simão Staszczak pontuou que a parceria concretiza uma demanda histórica para Campo Grande “O IFMS está há oito anos em Campo Grande. Hoje, com a assinatura destes dois planos de trabalho vamos trazer melhorias para a comunidade. Uma delas é a contribuição com o Parque das Acácias, que será construído nas imediações de onde estamos concluindo nosso segundo campus. Com eles, nós estaremos presentes em uma educação profissional e tecnológica, e também atendendo a comunidade do município como um todo”, frisou.

O termo de cooperação consiste na implementação de projetos de pesquisa e extensão, no intercâmbio de profissionais, informações e publicações cientificas, na transferência de tecnologias, na promoção de eventos educativos e culturais, e em atividades de extensão e estágios curriculares.

Como resultado desta parceria será possível atender aos anseios da comunidade na resolução de problema de drenagem no entrono imediato, melhorando o saneamento básico e oferecendo melhor qualidade de vida a população.

Atualmente, o IFMS conta em Campo Grande com uma estrutura que atende mais de 1 mil estudantes. Com a inauguração do novo campus, que deve acontecer próximo ao aniversário da cidade, revelou o reitor, este número deve quase que dobrar.

Jornal Midiamax