Cotidiano

Prefeitura adota ‘plantão Cinderela’ nos postos da Capital a partir da segunda-feira

O novo modelo é rejeitado pela categoria 

Midiamax Publicado em 16/08/2017, às 19h50

None

O novo modelo é rejeitado pela categoria 

A partir de segunda-feira, dia 21 de agosto, as unidades de saúde 24 horas da Capital passam a adotar o ‘plantão Cinderela’, nome usado para os plantões da madrugada com pessoal reduzido. A escala passará a contar com somente três médicos, no lugar de seis, entre às 19 horas e meio-dia do dia seguinte. 

Neste caso, 50% do efetivo trabalha das 19 horas à 1 hora da madrugada (horário de maior movimento) e a outra metade cumpre plantão padrão, de 12 horas. A prefeitura defende que o remanejamento de plantões é para atender o reajuste salarial concedido aos médicos em julho, reajustando o salário-base para R$ 3.196,61 para jornadas semanais de 12 horas.  

Em nota, o Sindicato dos Médicos se posicionou contrário a implementação do plantão cinderela, pois a prefeitura não consultou os médicos para esclarecer sobre o formato e não estudou os impactos que a redução pode de plantonistas pode causar. A informação, de acordo com a assessoria de imprensa, é de que a categoria vai se manifestar novamente só após a primeira noite com o novo modelo. 

Jornal Midiamax