Cotidiano

Mulher de 72 anos e filha deficiente ficam feridas em incêndio no Centro

Cuidadora das vítimas havia acabado de sair da casa 

Midiamax Publicado em 20/01/2017, às 19h38

None
8506ce00-3722-4344-972f-57d60d7fd033.jpg

Cuidadora das vítimas havia acabado de sair da casa 

Mãe e filha ficaram feridas durante um incêndio em uma vila de casa, na Rua 15 de Novembro, na tarde desta sexta-feira (20), em Campo Grande.  As vítimas sofreram queimaduras de 3º grau e foram identificadas como Jéssica Gomes Batista, de 34 anos, e Ismaelita Gomes Batista, de 72 anos. O corpo de Jéssica ainda estava em chamas, quando populares arrombaram a porta.

As duas foram levadas à Santa Casa em estado grave pelo Corpo de Bombeiros.

Segundo apurado pela reportagem, Jéssica é deficiente intelectual e Ismaelita portadora do Mal de Parkinson. A cuidadora das vítimas, identificada como Valmerina Ferreira Rosa,  havia acabado de sair da casa quando o incêndio começou.

Funcionárias de uma loja ao lado da vila de casas, disseram ao Jornal Midiamax, que viram fumaça e em seguida perceberam que a casa do fundo estava pegando com fogo. Elas perceberam que alguém dentro da residência pedia socorro.

As trabalhadoras relatam que tentaram arrombar a porta, mas não conseguiram, até que um rapaz, que também é funcionário conseguir abrir. Elas ressaltam que foi preciso jogar água antes de tentar tirá-las de dentro da casa.

O corpo de Jéssica, conforme testemunhas, estava em chamas e sem as roupas. A mãe ainda estava vestida, mas não conseguia se levantar devido a dificuldade de respirar.

A funcionária de um estacionamento próximo, identificada como Fiamma Munhóz, de 17 anos, ficou bastante abalada com a situação. Ela também teria tentado arrombar a porta e viu o momento em que o corpo de uma das vítimas estava em chamas.

"Vi a fumaça e corri para ver o que acontecia. Encontrei as funcionárias que tentavam arrombar a porta e vi quando o corpo da menina pegava fogo", disse.

A adolescente confirmou que a segunda vítima não conseguia se levantar.

A quadra está interditada e o trânsito tumultuado. Quatro viaturas, duas de combate ao incêndio, uma de resgate e uma do oficial estão no local.

Uma das filhas estaria na praia, mas voltava de viajem nesta sexta-feira.

Segundo o tenente Saldanha do Corpo de Bombeiros, quando a equipe chegou o fogo já havia se espalhado pela sala, cozinha e quarto da casa.

Logo na entrada, os militares encontraram a vítima de 34 anos sendo socorrida por populares no corredor da vila. A idosa ainda estava na cama, quando os militares chegaram.

Ainda não há informações sobre as causas do acidente e o Corpo de Bombeiros aguarda a chegada da Perícia. O forro da casa era de madeira e apenas um cômodo da casa não foi atingido. Um gato também teria ficado ferido e foi resgatado pelos Bombeiros.

Jornal Midiamax