Cotidiano

Moradores reclamam de lixo acumulado, mas entendem motivos de greve

Falta de pagamento interrompeu serviço na Capital

Ana Paula Chuva Publicado em 07/04/2017, às 21h02

None
17837366_1351153718302542_1133323478_o.jpg

Falta de pagamento interrompeu serviço na Capital

Os funcionários da Solurb, empresa responsável pela coleta de lixo na Capital, paralisaram as atividades nesta sexta-feira (07), após rejeitarem uma proposta feita pela empresa em razão da falta de pagamento do salário. Por esse motivo a coleta não foi feita o que incomodou moradores.

Para uma moradora do bairro Tiradentes, que preferiu não se identificar, a coleta fez falta sim e se a greve continuar vai ficar complicado. “Foi só hoje ainda, mas já incomodou o cheiro ruim. Se até a segunda-feira eles não recolherem o lixo vai ficar bem complicado”, disse a mulher.

No Jardim Itamaracá, José Pedro Barbosa, 77 anos, aposentado, entende os motivos da paralisação, mas se sentiu incomodado com a falta do serviço na rua. “Aqui junta muito lixo. Eu sei que eles paralisaram porque não receberam o pagamento, mas se demorar para voltar vai ficar bem complicado”, contou o idoso.

A técnica de enfermagem, Loreyne Cardoso dos Santos, 23 anos. Disse à reportagem do Jornal Midiamax, que se sentiu muito incomodada com o mau cheiro. “Eu tenho um bebezinho de 1 ano e 3 meses, o cheiro ruim incomoda muito. Tem os cachorros aqui na rua, e eles rasgam o saco. Se até segunda eles não voltarem a trabalhar vai ficar muito ruim”, afirmou.

A paralisação

Durante assembleia realizada na manhã desta sexta-feira (7), os funcionários rejeitaram proposta feita pela empresa e decidiram manter a paralisação das atividades.

Segundo o presidente do Steac (Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Asseio e Conservação de Mato Grosso do Sul), Wilson Gomes da Costa, a Solurb propôs que os funcionários esperassem até que o pagamento fosse efetuado na terça-feira (11).

"Eles não aceitaram. Por enquanto um grupo permanece no pátio da empresa até o fim do expediente, ás 15h40. Ainda temos a esperança de que a empresa tome alguma providência ainda hoje. Já é sexta-feira, o salário deveria ser pago ontem, as o ticket tinha de ser depositado no dia 1°", observa.

Conforme dados do sindicato, a empresa conta com 1.200 funcionários. Nesta manhã, 70% interromperam as atividades e outros 30% continuam trabalhando em escala de revezamento.

A solurb afirmou, por meio de nota oficial, que a coleta deve ser retomada às 19h desta sexta. A empresa também declarou que os salários dos funcionários “já estão sendo depositados a partir desse momento”.

Jornal Midiamax