Cotidiano

Leia as manchetes desta terça-feira dos principais jornais do país

Destaque para Alckmin na presidência do PSDB

Richelieu Pereira Publicado em 28/11/2017, às 10h03

None

Destaque para Alckmin na presidência do PSDB

O GLOBO

– Alckmin assume PSDB e articula coalizão de centro

Após um jantar de duas horas em São Paulo, o governador Geraldo Alckmin confirmou na noite desta segunda-feira a desistência do senador Tasso Jereissati e do governador Marconi Perillo de disputar a presidência do PSDB. Entretanto, evitou anunciar que será o próximo comandante tucano.

– Tucanos querem concessão a servidores na Previdência

No projeto da reforma da Previdência, o PSDB vai propor uma regra de transição especial para servidores públicos que ingressarem no sistema até 2013. O partido defenderá também aposentadoria integral por invalidez e permissão para acúmulo de benefícios até o teto do INSS.

– Para procuradores, 2018 é a “batalha final” da Lava-Jato

Os procuradores da força-tarefa da Lava Jato se reuniram nesta segunda-feira (27), no Rio, e disseram que 2018, ano de eleição, vai ser a batalha final da operação. O encontro marcou a integração entre as forças-tarefas de Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo. As três equipes vão atuar juntas em 2018.

FOLHA DE S.PAULO

– PSDB chega a acordo e Alckmin assumirá sigla

Depois de quase um mês de disputa entre duas candidaturas para a presidência do partido, o PSDB chegou a um acordo em torno do governador Geraldo Alckmin (SP). Nesta segunda-feira (27), o senador Tasso Jereissati (CE) e o governador Marconi Perillo (GO) retiraram seus nomes da disputa, em favor do tucano paulista.

– Texto tucano para 2018 é liberal com acenos à esquerda

Documento que deve orientar o PSDB na campanha de 2018 é um manifesto liberal com acenos à esquerda. Propaga que o Estado de ser “nem máximo nem mínimo” e propõe “choque de capitalismo” e redução da máquina pública.

– Bancos terão que indenizar poupadores em R$ 10 milhões

Bancos e poupadores chegaram a um acordo sobre as perdas de rendimento que as poupanças sofreram com a mudança dos planos econômicos nas décadas de 1980 e 1990. O acordo pode encerrar quase um milhão de processos que tramitam há anos na Justiça referentes aos planos Bresser, Verão, Collor 1 e Collor 2.

O ESTADO DE S.PAULO

– Bancos e poupadores fecham acordo de indenização de R$ 10 bi

Instituições financeiras e poupadores chegaram ontem a um acordo sobre a indenização que será paga aos clientes pelas perdas acarretadas pelos planos econômicos nas décadas de 1980 e 1990. O valor das indenizações será um pouco superior a R$ 10 bilhões para mais de 1 milhão de ações judiciais.

– Por unidade, Alckmin aceita presidir PSDB

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, deve assumir o comando do PSDB e buscar a unificação da sigla e fortalecer seu nome como candidato para a Presidência em 2018.

– Previdência pode ficar para fevereiro, diz Maia

Enquanto o governo trabalha para conseguir aprovar a reforma da Previdência em dois turnos ainda este ano, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), jogou nesta segunda-feira, 27, um balde de água fria nessas pretensões e indicou que a votação pode ficar pela metade.

Jornal Midiamax