Cotidiano

Jovem que nomeou asteroide foi dispensado por não ter formação

Confea diz que foi porque jovem não mandou documentação

Raiane Carneiro Publicado em 15/08/2017, às 20h35

None

Confea diz que foi porque jovem não mandou documentação

O jovem que ganhou uma homenagem com um asteroide recebendo seu nome, alega que foi ‘desconvidado’ de um evento que aconteceu no estado do Pará. Luiz Fernando da Silva Borges divulgou na última segunda-feira (14) em suas redes sociais o convite formal da instituição, que teria sido anulado depois por não ter título universitário. O Confea (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia) esclarece que a participação foi retirada porque o jovem não encaminhou a documentação solicitada dentro do prazo.

O estudante de 19 anos, Luiz Fernando da Silva Borges, contou que recebeu o convite antes do mês de julho. Naquele mês, ele viajou para Israel. “Quando eu estava em Israel, eles me ligaram para falar sobre um formulário que eu deveria preencher, escanear e mandar imediatamente porque tinha um prazo para fazer isso”, contou. No fim do mesmo mês, o estudante entrou em contato com a organização do evento, que aceitou a documentação dele mesmo fora do prazo.

“Eu tive um desentendimento com um dos responsáveis pelo contato com os palestrantes desde que ele descobriu que eu não tinha formação universitária nenhuma”, disse. Segundo Borges, ele só soube que sua participação foi cancelada do evento após enviar toda a documentação. “Eu recebi uma ligação do meu professor dizendo que eu havia sido desconvidado porque eles não tinham como justificar a vinda de uma pessoa para falar de um assunto científico sem formação universitária na área”, relatou.

Luiz estuda no IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) de Aquidauana, 143 quilômetros distante de Campo Grande e já cumpriu todas as disciplinas do ensino médio, mas não está formado ainda porque faz estágio na instituição.

Jovem que nomeou asteroide foi dispensado por não ter formação

A situação que mais chamou a atenção de Luiz foi a informação que recebeu por intermédio de professores que haviam se inscrito na apresentação, que aconteceu na semana passada, dizendo que o palestrante havia faltado. “Eu tive contato com uma professora do Rio de Janeiro. O mais interessante foi que ela me disse que o organizador do evento falou para ela que eu não compareci porque eu tinha faltado. Ela não sabia que eu tinha sido desconvidado”, explicou.

Em nota, o responsável pelos palestrantes e integrante do Confea, explicou que a palestra não foi inserida na programação do evento como o previsto porque o prazo para que Luiz encaminhasse a documentação necessária foi encerrado.

Jornal Midiamax