Cotidiano

Invasores terão de entrar na fila da casa popular, avisa Marquinhos

Moradores do Mario Covas fizeram protesto na Prefeitura

Wendy Tonhati Publicado em 15/08/2017, às 13h17

None

Moradores do Mario Covas fizeram protesto na Prefeitura

Os moradores da área ocupada no Bairro Mário Covas, em Campo Grande, voltaram a protestar na manhã desta terça-feira (15). Um grupo de aproximadamente 30 pessoas esteve na Prefeitura em busca de uma resposta do Município. Mas, em agenda pública, o prefeito Marcos Trad (PSD) voltou a afirmar que não poderá regularizar a área ocupada.

“A solução é aguardar as casas populares. Serão construídas mil casas, mas as pessoas não vão ter privilégio, vão ter que participar [do sorteio] como todo mundo. Não é invadir e ponto”, disse Marquinhos.

Na área moram cerca de 120 famílias e, na última quinta-feira (10), a Energisa realizou uma operação para colocar fim às ligações irregulares, os populares “gatos de energia”. Os moradores tiveram a energia elétrica cortada e teve até tumulto com a Polícia Militar.  O prefeito disse que entrou em contato com a Energisa após a ação, mas que não houve o que ser feito, pois trata-se de ligações irregulares.

Invasores terão de entrar na fila da casa popular, avisa Marquinhos

Durante a operação, a comunidade disse estar surpresa com o corte da eletricidade, pois, já teriam participado de reuniões com vereadores, onde teria sido garantido que isso não aconteceria.

De acordo com a assessoria de comunicação da concessionária, pelo menos outras quatro operações já foram realizadas na mesma área. Levantamento da empresa revela que em média são desviados R$ 78 mil por ano com as ligações clandestinas.

Jornal Midiamax