Cotidiano

Há 3 anos, projeto ensina economia e incentiva participação dos alunos em escola

Criado por professor de matemática

Ana Paula Chuva Publicado em 22/11/2017, às 18h46

None

Criado por professor de matemática

Há três anos, o projeto ‘Trocando Saberes. Aprendendo Valores’, está motivando os alunos do ensino fundamental da Escola Estadual Joaquim Murtinho, na Capital. Iniciado pelo professor Marco Aurélio Gomes, o objetivo é incentivar a participação do aluno em sala, ao mesmo tempo em que ele aprende sobre economia.

Nesta edição, os alunos tiveram um mês e meio para arrecadar doações e acumular os ‘pontos’ que são dados através de uma moeda própria – o JM – criada pelo professor. Na tarde desta quarta-feira (22), os alunos se reuniram então para a feira de trocas. “Eles acumularam esses pontos pela participação em sala, assiduidade, atividades extraclasse, ajuda ao colega. Ações de conscientização. E hoje podem trocar por roupas, sapatos, livros, algum alimento na cantina, alguns utensílios”, explicou Marco Aurélio.

“O projeto foi iniciado na aula de matemática, mas a gente conta com a ajuda de todos os professores. O aluno é motivado a participar. De 2014 para cá a gente já cresceu e agora o objetivo é estender para o ensino médio e para o período matutino”, contou.

Segundo o educador, tudo é feito pelos alunos, e existe uma parceria entre os professores de todas as disciplinas. “Todos os professores ajudam a monitorar e pontuar o aluno. Tudo disponibilizado para a troca aqui, foi arrecadado pelos alunos. A gente tem também a participação dos pais. Eles doam muito, ajudam bastante mesmo”, disse.

Para o aluno do 9º ano, Jhonatan Borges, 15 anos, o projeto tem sido muito importante no aprendizado para a vida fora da escola também. “A gente aprende como controlar e se organizar. Isso serve para nossa vida fora da escola. Eu faço a minha parte, recebo o dinheiro, guardo e preciso pensar no que vou gastar. É muito importante”, falou.

Os professores de outras disciplinas também participam da organização durante o evento e acreditam na importância dessa ação para a vida do aluno. “Esse projeto estimula a participação deles. Ensina sobre como valorizar, organizar. Fora que também é um momento de socialização, de aprender a respeitar, de envolvimento. O aumento da participação dos alunos nas atividades em sala chega a 50%. “Aquele aluno que não participava de nada agora participa. Os outros que já participavam, participam ainda mais”, afirmou a professora de língua portuguesa Luciana Trevisan Monson.

Há 3 anos, projeto ensina economia e incentiva participação dos alunos em escola

“Eu vi o envolvimento dela. É um ótimo projeto. Incentiva eles a se dedicarem mais ao que estão fazendo. Ensina sobre o compromisso com a vida escolar e com o que eles ganham”, explicou. 

Ainda segundo, Marco Aurélio, organizador do projeto, o apoio da direção da escola é fundamental, e a gratificação dele enquanto educador é ver a participação do aluno. “A gente fica feliz vendo o envolvimento e a participação deles. O professor fica feliz, isso que é gratificante, o resultado que você tá vendo aqui”, concluiu. 

Vale ressaltar que todas as doações que não forem ‘compradas’ durante o evento serão doadas para uma instituição de caridade. 

Jornal Midiamax