Cotidiano

Em cinco meses, quase 3 mil são multados em estacionamento rotativo

Em comparação com 2016, número é 29% maior

Raiane Carneiro Publicado em 23/06/2017, às 20h41

None

Em comparação com 2016, número é 29% maior

Enquanto o novo valor da hora estacionamento rotativo de Campo Grande, que pode chegar a R$ 3, não é definido, a quantidade de multas aplicadas nos 5 primeiros meses deste ano já é 29% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado.

Um dos motivos que pode ter influenciado no aumento deste número é a atuação da Guarda Municipal que tem realizado multas na área central da cidade. O núcleo de trânsito da Guarda tem um efetivo de 80 servidores que, assim como os agentes da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), podem multar os carros que estão com a notificação dos agentes da Flex Park no para-brisa.

Nos 5 primeiros meses de 2016, foram lavradas 2.229 multas enquanto que neste ano, de 1º de janeiro a 31 de maio, o número registrado foi 2.891 multas.

“A [equipe da] Guarda Municipal ou da Agetran que estiver passando e ver a notificação no para-brisa do veículo pode fazer a notificação, que é a multa”, contou o responsável pelo núcleo de trânsito da Guarda, Adanclei Neves Barros, que também ressaltou que dependendo da situação, o carro pode ser removido pelo guincho.

Desde o início da atuação da guarda no trânsito, há 3 anos, já eram feitas as multas de estacionamento rotativo. Barros ressaltou que a fiscalização é feita durante o dia pela Guarda Municipal e pela Agetran na área Central. Podem ser multados motoristas que estacionem e não registrem o horário por meio dos chaveiros ou aqueles que continuem nas vagas depois do tempo registrado no sistema de cobrança expirar. 

Aumento

Na última terça-feira (20), a Flex Park, empresa que administra o estacionamento rotativo na Capital informou que o valor do estacionamento poderia subir para R$ 3,80 caso fosse concedido os índices de reajuste do contrato de concessão. Segundo a empresa, não há reajuste desde 2015.

A Agereg (Agência de Regulação dos Serviços Públicos) no mesmo dia informou que haverá o aumento devido ao reajuste pelo IGPM (Índice Geral de Preços do Mercado), mas que o novo valor não deve chegar aos R$ 3,00. Não há confirmação de qual será o novo preço do estacionamento.

A Flex Park é responsável por administrar 2.096 vagas espalhadas em Campo Grande. De acordo com a direção da empresa o faturamento gira em torno de R$ 270 mil.

Em setembro deste ano a Flex Park vai disponibilizar um aplicativo que facilitará a compra de créditos e indicará as vagas disponíveis de acordo com a localização do condutor.

Jornal Midiamax