Cotidiano

Em 60 dias Prefeitura apurou mais de 3 mil denúncias sobre Bolsa Família

2.605 pessoas estavam com benefício cancelado

Jessica Benitez Publicado em 05/06/2017, às 13h44

None

2.605 pessoas estavam com benefício cancelado

Após solicitação do MPF (Ministério Público Federal) de ‘pente fino’ nos cadastros referentes ao Bolsa Família, o Município de Campo Grande apurou 3.583 denúncias, com visita a 3.355 famílias por parte do grupo de Trabalho Institucional num período de 60 dias.Em 60 dias Prefeitura apurou mais de 3 mil denúncias sobre Bolsa Família

Ao todo 1.271 cadastros foram atualizados e outros 2.605 retirados, já que os beneficiários já estavam com o benefício bloqueado ou cancelado pelo Governo Federal. Além disso, 228 famílias denunciadas residem em outras cidades. O trabalho foi feito por equipe integrada por 60 profissionais, entre eles psicólogos, assistentes sociais, agentes cadastradores, assistentes administrativos e motorista.

O balanço ficou a cargo da SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social). O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário também realizou cruzamento de dados do Programa Bolsa Família em 2016 e encontrou inconsistências nas informações de diversos cadastros.

De acordo com assessoria de imprensa do Executivo, a apuração começou em 3 de abril e teve como base estratégias de filtro da lista para endereçamento; equipes distribuídas por regiões; confecção de relatório padrão; reunião de coordenadores das unidades da proteção Social Básica para definir os servidores que serão remanejados para compor a equipe técnica; treinamento da equipe técnica e agente cadastrador; parcerias com todas as superintendências e 15 equipes que se concentrarão na Superintendência e Gerência de Gestão do Cadastro Único. (Com informações da assessoria de imprensa)

Jornal Midiamax