Cotidiano

Circo é ‘deixado’ em quintal no interior de MS depois de artistas irem embora

Há mais de um ano circo foi "abandonado" em Douradina.

Midiamax Publicado em 20/07/2017, às 17h07

None

Há mais de um ano circo foi “abandonado” em Douradina.

De repente o espetáculo se encerra. Baixam-se as cortinas. As luzes se apagam. O público vai para suas casas. O mistério começa. Simplesmente, como fumaça, os artistas vão embora. O circo é deixado para trás.

Já se passou mais de um ano e os caminhões, trailer, globo da morte, os figurinos e até mesmo a lona que cobria o circo foram deixados para trás na pequena cidade de Douradina, no interior de Mato Grosso do Sul.

Esta é a história do fim do Gran Circo Mexicano. Em Douradina muitas pessoas passam em frente de vasto quintal de uma das vinte casas que ainda restam na Vila Muruim a pouca distância do centro da cidade e não entendem nada daquele cenário de desolação.

Depois de uma temporada de apresentações entre a primavera de 2015 e o verão de 2016 nas cidades da região de Dourados, o Gran Circo Mexicano capitulou em Douradina. Comenta-se na Vila Muruim que os pilotos que se apresentavam no globo da sofreram um acidente e foram embora levando as motocicletas.

Os artistas foram embora e deixaram todo o patrimônio do circo no quintal da casa e se comprometeram a pagar um aluguel mensal no valor de R$ 250,00 para que tudo ficasse “guardado” até que pudessem buscar.

O Gran Circo pertencia a uma família que estava há várias gerações no negócio mas com o passar dos tempos, com a chegada da internet e a proibição do uso de animais nos estáculos começou a perder público e de se definhar.

Jornal Midiamax