Chuvas deixam vias de reserva indígena intransitáveis e escolas sem alunos

  Na Escola Municipal Tengatui Marangatu, uma pequena quantidade de alunos compareceu e as aulas foram suspensas.
| 17/04/2017
- 15:40
Chuvas deixam vias de reserva indígena intransitáveis e escolas sem alunos

  Na Escola Municipal Tengatui Marangatu, uma pequena quantidade de alunos compareceu e as aulas foram suspensas.

As chuvas que caíram neste final de semana em Dourados deixaram as estradas vicinais que cortam a Reserva Indígena do maior município do interior do Estado intransitáveis. Vários ônibus escolares ficaram atolados no início da manhã desta segunda-feira (17) e centenas de alunos não conseguiram chegar às escolas.

A Reserva Indígena é formada pelas Aldeias Bororó e Jaguapiru onde moram mais de quinze mil pessoas. Cinco escolas estaduais e municipais funcionam dentro da Reserva e quando chove praticamente não tem aulas por conta do estado precário das estradas.

Conforme informações da professora Linda Morales, depois de uma hora de trabalho, os ônibus conseguiram ser retirados dos atoleiros por tratores, mas os estudantes voltaram para as suas casas.

Na Escola Municipal Tengatui Marangatu, uma pequena quantidade de alunos compareceu e as aulas foram suspensas. Linda afirmou que se continuar chovendo é bem provável que os ônibus escolares deixarão de circular.

Veja também

Ministério da Saúde e SES liberaram ampliação da vacina da gripe, mas Capital segue com grupos prioritários neste sábado

Últimas notícias