Cotidiano

Candidatos têm até quinta para recorrer em seleção polêmica para Ceinfs

São 468 vagas e salários de até R$ 1,3 mil 

Midiamax Publicado em 05/07/2017, às 15h05

None

São 468 vagas e salários de até R$ 1,3 mil 

Os candidatos do processo seletivo para as vagas de assistente de educação, dos Ceinfs (Centros de Educação Infantil) da Prefeitura de Campo Grande, têm até quinta-feira (6) para recorrer do resultado da seleção. Nomes repetidos e outras informações confusas na publicação oficial de convocação levantou suspeita entre os participantes. 

Em um dos casos, conforme mostrado pelo jornal Midiamax, um único nome aparece duas vezes na lista de aprovados, excluindo assim uma das oportunidades. Em outra trecho da publicação, uma candidata aparece com nascimento datado em 2014, um erro que também chamou a atenção de quem espera por uma vaga.

Mas há reclamações também de candidatos que mesmo com comprovante de ensino superior não conseguiram somar pontos, como a pedagoga Solange, de 52 anos. De acordo com o edital, candidatos diplomados teriam 30 pontos e demais qualificações somariam mais dez pontos, mas segundo ela, sua nota final foi zero. “Primeiro que não queriam aceitar o certificado, achei o processo muito estranho”, conta. 

Em relação a duplicação de candidatos, o município respondeu que a confusão foi causada porque o candidato se inscreveu em um dia e não tinha todos os documentos, ao achar o documento voltou a se inscrever (porque depois de inscrito ele não pode mais complementar dados).  E a respeito das pessoas consideradas aptas devido ao currículo, mas reprovadas na seleção, a prefeitura justificou Candidatos têm até quinta para recorrer em seleção polêmica para Ceinfs

Em todo caso, a prefeitura informou que todo candidato que tem dúvida sobre o resultado ou questiona alguma alguma pergunta, pode solicitar o recurso na Central de Atendimento ao Cidadão, localizada na Rua Marechal Cândido do Mariano Rondon, 2.655, entre às 8h e 16h.

Ao todo eram 468 oportunidades de trabalho, sendo 98 vagas para cuidador social, 120 para educador social, 40 para encarregado de manutenção, 70 para auxiliar de manutenção e 40 para auxiliar social II. Os salários variam de R$ 1.049,00 a R$ 1.320,00 para carga horária de 40 horas semanais. Para concorrer as vagas, trabalhadores madrugaram nas filas e gerou uma multidão de interessados. 

Jornal Midiamax