Cotidiano

Brasileiro de motocross é realizado neste fim de semana em Campo Grande

Depois de três anos, a temporada que já está na reta decisiva retorna a Capital

Wendy Tonhati Publicado em 26/11/2017, às 09h59

None

Depois de três anos, a temporada que já está na reta decisiva retorna a Capital

O Autódromo Internacional de Campo Grande já está no clima da 6ª e penúltima etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, que será disputada neste fim de semana. Depois de três anos, a temporada que já está na reta decisiva retorna a Capital sul-mato-grossense, através de ação da Prefeitura de Campo Grande e Confederação Brasileira de Motociclismo.

Os motores vão roncar nas categorias MX1, MX2, MX2JR, MXJR, MX3 e MXF, e a programação ainda terá uma bateria extra da MX1 e uma da Junior, adiadas durante a 1ª e 5ª etapas, respectivamente.

O diferencial desta competição, conforme avaliou o diretor-presidente da Fundação Municipal de Esportes (Funesp), Rodrigo Terra, é a disponibilidade da pista para treino dos atletas.

“A parceria, assinada na última terça (21) com a Federação de Motociclismo de Mato Grosso do Sul, abre espaço para os atletas usarem a pista fora das competições. A homologação da pista de motocross pela Federação e Confederação de Motociclismo coloca Campo Grande novamente no cenário esportivo da modalidade e amplia a possibilidade de termos novos atletas e cada vez mais preparados para provas nacionais e até internacionais”, disse Terra.

A Prefeitura de Campo Grande investiu R$ 35 mil para reformar a pista de motocross. “Agora quem vai conservar é a federação estadual. Nós vamos entregar para os pilotos treinarem de graça e eles cuidam da pista, em contrapartida. Essa nova pista de motocross vai contribuir para o esporte, turismo e comércio. Com o campeonato virão 180 pilotos para Campo Grande, sendo que oito são daqui”, destacou o prefeito Marquinhos Trad.

O piloto Fábio Festi disse que o segmento está animado com a oportunidade de treinar dentro de casa e melhorar o desempenho para a temporada 2018. “Posso dizer em nome dos demais pilotos da dificuldade até agora, quando precisávamos sair da cidade uma ou duas vezes na semana para treinar em outros locais, já que aqui não havia uma pista segura. O que a prefeitura está nos dando com essa revitalização é a oportunidade de mostrarmos o nosso trabalho dentro de casa e isso não tem preço”, comemora o piloto de MotoCross.

Confira a programação completa divulgada pela Confederação Brasileira de Motociclismo (já no horário de Mato Grosso do Sul):

DOMINGO – 26/11/2017

Warm up
09:00 às 09:20 – MX2 e MX2JR
09:25 às 09:45 – MX1
09:50 às 10:05 – MXF
10:10 às 10:25 – MXJR

PROVAS

10:50 – MXF – 15min. + 2 voltas
11:15 – Pódio classe: MXF
Manutenção de pista
12:20 – MX2 e MX2JR – 1ª Bateria – 30 min. + 2 voltas
13:20 – MX1 – 1ª Bateria – 30 min. + 2 voltas
14:20 – MXJR – 20 min. + 2 voltas
14:50 – Pódio classe: MXJR
Manutenção de pista
15:25 – MX2 e MX2JR – 2ª Bateria – 30min. + 2 voltas
16:10 – Pódio classes: MX2 e MX2JR
16:30 – MX1 – 2ª Bateria – 30 min. + 2voltas
17:15 – Pódio classe: MX1

Jornal Midiamax