Cotidiano

Após título ser premiado, mulher se nega a dividir dinheiro com amigo no Acre

Homem comprou título e colocou no nome da amiga

Raiane Carneiro Publicado em 30/06/2017, às 16h46

None

Homem comprou título e colocou no nome da amiga

O prêmio de um título de capitalização foi parar na Justiça, em Sena Madureira, no Acre.  O homem fez a aposta em nome de uma amiga e agora, acusa a mesma de se negar a dividir o dinheiro com ele.  O valor deve ser pago após a decisão do juiz.

O comprador do bilhete explicou no pedido levado à Justiça que foi feito um acordo informal entre eles de dividir o dinheiro em partes iguais caso o ganhassem no sorteio. O suposto acordo teria sido feito na presença da vendedora do bilhete.

O comprador disse que o sorteio aconteceu no dia 12 de junho deste ano. Os dois comemoraram juntos, mas no dia seguinte, a mulher teria se negado a passar a sua parte do prêmio porque o bilhete estava no nome dela.

O homem entrou com um processo na Justiça para que a mulher cumpra o acordo firmado. A justificativa para a ação, segundo o comprador, é que existe o “perigo de dano e risco útil ao processo”.

A juíza responsável pelo caso, Andréia Brito, julgou procedente o pedido de liminar determinando que a empresa não entregue o prêmio. A decisão é provisória.

Segundo a juíza, o pedido tem pré-requisitos “autorizadores da concessão da medida, havendo ainda suficientes indícios de que as partes firmaram um acordo verbal para a divisão dos valores”. 

Jornal Midiamax