Cotidiano

Acadêmicas têm pneus rasgados após estacionarem em igreja

Vítimas usaram o Facebook para relatar o ocorrido

Midiamax Publicado em 17/08/2017, às 19h41

None

Vítimas usaram o Facebook para relatar o ocorrido

Duas acadêmicas tiveram os pneus dos carros rasgados a faca depois de deixarem os veículos nas dependências de Igreja Universal do Reino de Deus, da Avenida Mato Grosso, em Campo Grande. Nesta quinta-feira (17), uma das vítimas teria deixado o automóvel no estacionamento e quando retornou foi surpreendida com os pneus rasgados. As vítimas usaram o Facebook para relatar o ocorrido.

Conforme publicação na rede social, nesta quinta-feira (17), uma das acadêmicas, recentemente diagnosticada como lúpus, começou a passar mal e sem conseguir vagas próximo à faculdade acabou deixando o carro no estacionamento para realizar uma prova.

Quando retornou a surpresa: “o estacionamento ainda vazio e meu pneu com vários rasgos, como que feitos com golpes de faca. Um ato criminoso dentro do estacionamento da igreja… e o pior?!? Meus colegas de classe disseram que a prática é comum ali (sic)”, escreveu.

Ao Jornal Midiamax, a jovem disse que após o ocorrido foi impedida de trocar os pneus ou remover o carro do local. “Ainda estou assustada com o que aconteceu e prefiro não comentar mais nada sobre o que aconteceu, pelo menos por enquanto”, disse.

Acadêmicas têm pneus rasgados após estacionarem em igreja

O Jornal Midiamax indagou a assessoria de imprensa da igreja em São Paulo sobre a situação, que informou que, nos termos da legislação em vigor, não se responsabiliza por danos causados em veículos parados nos estacionamentos gratuitos oferecido em seus templos, destinados exclusivamente aos frequentadores das reuniões promovidas pela Universal.

Ressaltaram, ainda, que a Igreja de forma alguma encoraja comportamento como o relatado.

Confira o relato na íntegra:

Como muitos amigos já sabem, há 3 meses fiquei bastante doente e fui diagnosticada com Lúpus. Passei por uma cirurgia no pulmão direito e tenho feito um intenso tratamento de saúde, com dieta restrita (que me levou a começar a cursar a faculdade de Nutrição) e medicações específicas. Estou aos poucos melhorando. Há dias nos quais estou bem e outros em que sinto dor e mal estar. Ontem passei mal a tarde toda e a noite também, com diarréia e vômitos. No entanto, a vida não pode parar… como em breve começarão as provas na faculdade e hoje teria matéria nova, me esforcei e mesmo não me sentindo bem, levantei cedo, arrumei minha filha e a deixei na escola e segui para a faculdade.

Chegando lá, dei quatro voltas na quadra e não encontrei vaga para estacionar. Minha barriga começou a doer em fisgadas fortes e eu acabei entrando na IGREJA UNIVERSAL DA AVENIDA MATO GROSSO, que fica em frente à UNIGRAN CAPITAL, estacionei e saí em disparada para o banheiro da faculdade. Como o estacionamento é imenso e estava totalmente vazio, não imaginei que houvesse maiores problemas em assistir à aula e retornar.

Quando voltei para retirar o carro, uma surpresa desagradável: o estacionamento ainda vazio e meu pneu com vários rasgos, como que feitos com golpes de faca. Um ato criminoso dentro do estacionamento da igreja… e o pior?!? Meus colegas de classe disseram que a prática é comum ali e que os seguranças da igreja fazem isso COM CONSENTIMENTO DA IGREJA para inibir que estudantes estacionem. Inclusive soube também que o mesmo ocorreu há alguns meses com outra colega da faculdade.

Choque! Como em um lugar que deveria dar o exemplo de amor ao próximo e compaixão orienta seus funcionários a esse tipo de atitude desqualificada?!?

Acredito que a saída para inibir os estudantes poderia ser em forma de placas informativas ou, mais drasticamente, poderiam guinchar os carros que não fossem de seus fiéis.

CAUSAR DANO MATERIAL COMO LIÇÃO MORAL OU FORMA DE VINGANÇA/PUNIÇÃO NÃO SE ENQUADRA NA LEI DO HOMEM E MUITO MENOS NA LEI DE DEUS.

Jornal Midiamax