Cotidiano

VÍDEO: chuva não para e o nível do Aquidauana já passa de 9 metros

Pelo menos 80 famílias foram atingidas pela cheia

Wendy Tonhati Publicado em 14/01/2016, às 16h02

None
cap.jpg

Pelo menos 80 famílias foram atingidas pela cheia

Voltou a chover forte em Aquidauana, a 143 quilômetros de Campo Grande, na manhã desta quinta-feira (14). O rio que leva o nome da cidade subiu 33 centímetros desde a quarta-feira (13) e está em 9,30 metros. O nível é considerado de emergência, a partir de 8 metros. Segundo os moradores e o prefeito da cidade José Henrique Trindade (PDT) esta é a pior enchente desde 2011, quando o rio chegou a quase 11 metros.

A área central da cidade está alagada e em um campinho de futebol, nem as traves podem ser vistas. Segundo o prefeito, pelo menos 80 famílias foram atingidas pela cheia. Elas foram encaminhadas à uma escola. Trindade diz que a prefeitura está dando apoio aos moradores e que os prejuízos só serão contabilizados após o nível baixar. “A maioria é de ribeirinhos, que insistem em ficar na beira do Rio Aquidauana”, diz.

Os ribeirinhos estão divididos em dois grupos. Há 21 famílias na Escola Estadual Cândido Mariano, totalizando 84 pessoas e 10 famílias na Escola Municipal Rotary Club, com 34 pessoas. Conforme a Prefeitura, não houve perda de bens materiais pelas famílias, pois antes de o rio invadir as casas, todos foram retirados.

A prefeitura disponibilizou assistência médica e social e alimentação às famílias que estão na escola. Até o momento, já foram entregues às famílias que estão nas escolas 1.300 pães e 1.000 marmitex.

Na Ponte Velha, o município fez uma parceria com 9° batalhão para fazer um reforçador da ponte. 18 militares trabalham no local. A ponte já deveria passar por uma reforma, mas com a chuva teve de ser suspensa. A prefeitura do município não divulgou o valor da reforma.

Segundo o coordenador da Defesa Civil de Aquidauana, Mario Ravaglia, o nível do rio está a 3,30 metros acima do considerado normal. Ravaglia diz que o rio deve continuar subindo na sexta-feira (15), mas que não deve chegar ao nível de 2011. “No domingo, a Defesa Civil Estadual emitiu alerta no para a retirada das pessoas. Em Palmeiras [distrito de Aquiduana] o rio já parou de subir”, diz.

Veja o vídeo AQUI

Veja o vídeo AQUI

Jornal Midiamax