Cotidiano

TRE fica lotado em dia antes do fim do prazo para regularizar situação eleitoral

Cadastramento biométrico não termina nesta quarta-feira 

Midiamax Publicado em 03/05/2016, às 16h43

None
titulo-eleitor-720x457.jpg

Cadastramento biométrico não termina nesta quarta-feira 

A um dia do fim do prazo para regularizar a situação eleitoral, muitos eleitores procuram o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul nesta terça-feira (3). O órgão ficou lotado e 62 guichês faziam os atendimentos sem parar. Cerca de 300 eleitores estão sendo atendidos por hora no local.

O prazo final é para quem precisa realizar a inscrição eleitoral (primeiro título), fazer transferência do local de votação e também para que os eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida solicitarem sua transferência para uma seção eleitoral especial. O cadastramento biométrico não termina nesta quarta-feira (4). erviço que está lotando as repartições que oferecem o serviço.

Gestora do projeto de biometria de Campo Grande, Nilce Helena Louzan, revela que somente nesta terça-feira foram atendidos 965 eleitores, destes 498 foram para revisões biométricas, 219 foram fazer o titulo pela primeira vez e 148 transferência de titulo para Campo Grande. “Muito eleitor que já é de Campo Grande veio cadastrar a biometria, vale lembrar que o cadastramento não termina amanhã, apenas a regularização para quem está com pendência”, diz.

Desde às 10 horas na Central de Atendimentos, Elton de Oliveira, de 25 anos, trabalhador rural, reclama da demora. “Vim fazer o cadastro biométrico. Sabia que não encerra o prazo amanhã, mas vim acompanhar a namorada. Achei muito demorado. Já são 12h45 e não fiz o procedimento”, diz.

O analista de sistemas, Eder Batista, de 36 anos, também acha que o serviço está demorado. Ele chegou por volta das 9 horas no local. Para ele, a solução seria fazerem o procedimento nas zonas eleitorais.

Números

Na segunda-feira, o TRE atendeu 1907 eleitores, a capacidade de atendimento da Central de Atendimento ao Eleitor é de 3400.

Nove municípios em Mato Grosso do Sul já são biométricos, são eles: Fátima do Sul (cidade piloto), Bonito, Jateí, Vicentina, Camapuã, Ribas do Rio Pardo, Jaraguari, Bandeirantes e Sidrolândia.

O cadastramento biométrico começou em 25 de maio do ano passado, e desde então 99.313 atendimentos biométricos foram realizados em Campo Grande. Até às 11h30 de hoje, haviam 591,122 mil eleitores regulares na Capital.

Onde fazer o cadastro?

O atendimento também é feito nos Práticos. Cada um tem um número x de senhas. Fique atento às quantidades de senhas e aos documentos necessários para o cadastramento.]

  • General Osório – 100 senhas
  • Heitor Medeiros – 80 senhas
  • Guaicurus e Aero Rancho – 150 senhas
  • Central de Atendimento ao Cidadão – 160 senhas

Para regularizar a situação, o eleitor precisa comparecer a um dos postos de atendimento da Justiça Eleitoral munidos de cópias e originais de algum documento de identificação com foto e comprovante de residência. O eleitor do sexo masculino, maior de 18 anos, que irá fazer o título pela primeira vez, deve também apresentar o comprovante de quitação do serviço militar.

O alistamento eleitoral e o voto são obrigatórios para todos os cidadãos maiores de 18 anos e facultativo para os analfabetos; para os maiores de 70 anos; e para os jovens entre 16 e 18 anos.

Jornal Midiamax