Cotidiano

Secretaria de Segurança Pública pune guardas municipais e abre 32 sindicâncias

Informações foram publicadas no Diogrande

Joaquim Padilha Publicado em 04/08/2016, às 12h15

None
guarda_municipal.jpg

Informações foram publicadas no Diogrande

O Secretário Municipal de Segurança Pública, Major Luidson Noleto, autorizou a instauração de 32 sindicâncias para apuração de possíveis irregularidades cometidas por servidores da secretaria. As comissões sindicantes deverão concluir os trabalhos em até 30 dias. Todas as sindicâncias e penalidades foram publicadas no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande).

Além disso, o secretário autorizou a aplicação de penas a três guardas municipais da Capital por terem cometido irregularidades funcionais. Anderson de Lira Ramos e Odilon Nascimento da Silva deverão ter seu exercício suspenso por cinco e três dias, respectivamente, enquanto a servidora Lindsei Chaves Ramos receberá uma advertência.

Dentre as infrações cometidas estão a não observância de “normas legais e regulamentares”, a falta de “levar ao conhecimento de autoridade superior as irregularidades de que tiver ciência” e a ausência de atendimento com “presteza às ocorrências para as quais for solicitado ou determinado”.

Os servidores teriam infringido normas do Estatuto do Servidor Público Municipal de Campo Grande, regido pela Lei Complementar n. 190, de 22 de dezembro de 2011, além da Lei n. 4.250, de 19 de setembro de 2007, que rege sobre as competências da Guarda Municipal da Capital. 

(Sob supervisão de Evelin Araujo)

Jornal Midiamax