Cotidiano

Reunião aumenta número de lideranças indígenas no prédio da Funai

Ocupação teve início no dia 10

Midiamax Publicado em 17/11/2016, às 10h40

None
funai11-11-2016_-_cleber_gellio_midiamax.jpg

Ocupação teve início no dia 10

Reunião realizada nesta quinta-feira (17) entre lideranças indígenas de Mato Grosso do Sul aumenta o número de pessoas na ocupação da Funai (Fundação nacional do índio) em Campo Grande. O prédio foi ocupado no último dia 10, depois que ex-coordenador Evair Borges, foi exonerado.

Além de pedirem que o antigo gestor retome o cargo, os indígenas protestam contra a nomeação do coronel da reserva e ex-comandante do CMO (Comando Militar do Oeste), Renato Vidal Sant'anna. 

Nesta manhã, mais lideranças chegam ao prédio para participarem da reunião. Até o momento não há previsão para que o local seja desocupado. Ato todo cerca de 40 representantes indígenas participam da ocupação. 

Nomeação

A nomeação foi publicada na última quinta-feira (10) no Diário Oficial da União. O coronel substitui Evair Borges, Terena que atua há 16 anos na Funai. Natural da Aldeia Lalima, no município de Miranda, ele estava na Coordenação Regional desde abril de 2014. 

O coronel Renato Vidal Sant'anna é da reserva militar. Ele autuou, entre outros locais, no comando do 23º Batalhão Logístico de Selva, sediado em Marabá, no estado do Pará.

A Coordenação Regional de Campo Grande atende as comunidades indígenas Água Limpa, Buriti, Buritizinho, Cachoeirinha, Guató, Kadiwéu, Lalima, Limão Verde, Nioaque, Nossa Senhora de Fátima, Ofayé-Xavante, Pilad Rebuá e Taunay-Ipegue.

Jornal Midiamax