Cotidiano

Professores entram em greve e 28 mil alunos ficam sem aula em Dourados

Categoria parou as atividades nesta quinta-feira

Midiamax Publicado em 23/06/2016, às 12h25

None
640x360x4-57699cf6205383970cc9dfc6d7f2274e36667b0235d05.jpg

Categoria parou as atividades nesta quinta-feira

Professores e técnicos administrativos da Rede Municipal de Ensino de Dourados, distante 225 quilômetros de Campo Grande, interromperam as atividades nesta quinta-feira (23). Eles reivindicam reajuste salarial. Se a adesão for total, 28 mil alunos ficarão sem aula no município.

A greve foi deliberada durante assembleia realizada no Simted-Dourados (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação). Na última segunda-feira (20) professores e técnicos administrativos acompanharam sessão na Câmara de Vereadores a fim de cobrar dos parlamentares o cumprimento dos acordos salariais, além da reposição inflacionária.

Segundo o vice-presidente do Simted-Dourados, Juliano Meneghetti Mazzini, o reajuste deveria ser concedido no dia 1º de abril de 2016. Ele afirma que o prefeito Murilo Zauith (PSB) não cumpriu a lei de políticas salariais que colocaram fim à greve de 2014.Professores entram em greve e 28 mil alunos ficam sem aula em Dourados

“O prefeito fez um decreto no qual diz que vai cumprir a tabela de reajuste para os administrativos em outubro, novembro e dezembro, conforme as finanças da Prefeitura, ou seja, além de prorrogar a efetivação da tabela, ele condiciona a reposição às condições financeiras do município”, observa.

Dourados tem aproximadamente 40 escolas municipais e 35 centros de educação infantil. São mais de três mil professores, entre efetivados e contratados, além de 1.200 administrativos da educação. A expectativa é de que mais de 50% dos profissionais interrompam as atividades já no primeiro dia de greve.

Funcionários do ensino básico das escolas municipais, escolas indígenas e dos centros de educação infantil também interromperam as atividades. Nesta manhã os profissionais participam de assembleia a fim de definir o cronograma de greve.  

Jornal Midiamax